Faial em Festa na Semana do Mar

0
12
TI

TI

A maior festa da ilha do Faial e uma das maiores referências na animação de Verão do arquipélago está de volta, para aquela que é a sua 42ª edição. A Semana do Mar é uma das mais antigas e míticas festividades dos Açores, precursora de muitas semanas de festa que proliferam agora por toda a região.
Um encontro de gentes, de faialenses, de açorianos, de emigrantes, de famílias, de turistas, de amantes do mar, de amantes de música, da noite, da bebida fresca, da boa comida, em resumo, da festa e do convívio.
Alguns faialenses têm tentado descredibilizá-la, tentando catalogá-la como desatualizada, contudo, sem sucesso, mantendo-se a mesma sempre atual, dinâmica e atrativa, como demonstram as constantes enchentes e elogios de que é alvo no fim das festividades, ano após ano. Atento que sou às redes sociais, pude constatar que este ano, têm sido praticamente inexistentes as críticas negativas, nomeadamente dos suspeitos do costume. Talvez pelo cartaz muito elogiado, ou pelo facto de terem compreendido que o fecho de parte da avenida, com a perda de mais 1 a 2 minutos no trânsito, na nossa reduzida hora de ponta, não é nada de muito relevante, ou então por estarem centrando as forças noutras temáticas.
É perfeitamente natural que qualquer cidadão apresente novas ideias ou sugestões, mas não é necessário fazê-lo descredibilizando e achincalhando em público e nas redes sociais a nossa Semana do Mar e aqueles que para ela trabalham, como já vi num passado recente. Quem assim persiste, deixe claro que o seu objetivo é outro. 
Devemos estar sempre abertos à mudança e inovação, mas preservando a especificidade e o enquadramento que a Semana do Mar tem e que nos distingue de todas as outras festividades dos Açores e do País. A finalização das obras da frente mar que vão revolucionar e virar cada vez mais a cidade para o Mar, será uma boa oportunidade para uma mudança, no que concerne à localização e a apresentação de algumas infraestruturas no programa cultural da festa. 
Ao festival náutico único no País, com múltiplas atividades desportivas ligadas ao Mar e que agregam mais de 1000 participantes, associam-se, num ambiente ímpar com uma vista excecional, concertos musicais em três palcos, tendo o principal um leque de artistas que dispensam apresentações e agregam multidões. A tudo isto acresce a feira gastronómica, a feira do livro, os festivais de folclore, artesanato, diversas exposições e desfiles. Não esquecendo o “AfterParty” na tenda eletrónica, no Parque da Alagoa, que congregará a animação fora de horas e que se tem também afirmado como uma das referências da Semana do Mar, devido à muita afluência que tem tido ao longo dos últimos anos, sobretudo pela juventude residente e que nos visita. 
Consultando o programa são cerca de 125 eventos durante 10 dias, entre o programa náutico, cultural e exposições. Um evento de grandes dimensões, organizado pela Câmara Municipal e Clube Naval da Horta, com muita gente envolvida, com o apoio de diversas entidades governativas e privadas, bem como de muitos voluntários, especialmente no que concerne à parte náutica. A todos o meu reconhecimento e os parabéns pelo trabalho desenvolvido, cumprimentos que centralizo nos respetivos presidentes, José Leonardo e José Decq Mota, que têm contribuído para o prestígio, divulgação e promoção da Semana do Mar e do Faial e sobretudo pelo clima de festa por todos vivenciado, com a respetiva e estrondosa dinamização económica que a Ilha vive durantes estes dias.
Saibamos todos receber e promover a Semana do Mar. O maior festival náutico do País, numa das mais belas baías do mundo, com um cartaz musical para todos os gostos e idades.
A todos deixo um apelo, deixem a lamúria em casa e divirtam-se.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO