Faial – Grupo Municipal do PSD acusa Partido Socialista de demagogia e falta de memória

0
50

O grupo municipal do PSD considerou hoje que as posições recentemente assumidas pelo Partido Socialista do Faial e reiteradas nesta segunda-feira na reunião na Assembleia Municipal da Horta revelam falta de memória política e são um exercício de pura demagogia que procura convencer os faialenses de situações que denotam falta de rigor.

O líder da bancada, Laurénio Tavares, acusou os socialistas faialenses, com o aplauso do presidente da Câmara, de “tentar iludir os faialenses”, relativamente a questões que ficaram por resolver da governação de 24 anos do Partido Socialista e que “agora se pede que sejam feitas em poucos meses e todas ao mesmo tempo”.

Em discussão estava o processo respeitante à ampliação da pista do aeroporto da Horta, nomeadamente o recente anúncio da criação de um grupo de trabalho criado pelo Gabinete do Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, para o estudo e avaliação da necessidade de ampliação da pista do aeroporto da Horta, quando “já no inicio de 2020 o presidente da Câmara Municipal anunciava que a autarquia ia integrar uma equipa de trabalho multidisciplinar para a ampliação da pista do aeroporto”.

Decorrido mais de ano e meio sem que haja conhecimento do trabalho da referida equipa multidisciplinar, o que configura tempo perdido, vêm agora o partido socialista e o presidente da Câmara aplaudir, com grande alarde, a criação de um novo grupo de trabalho, que a Câmara também integra, para “estudar e avaliar a necessidade de expansão da pista do aeroporto da Horta”, como se já não estivesse esclarecida essa necessidade, comprovada pela inclusão no Orçamento de Estado (desde 2019) num artigo que consagra que “o governo promove os procedimentos necessários para a viabilização da antecipação da ampliação da pista do aeroporto da Horta”, declarou Laurénio Tavares.

O líder do Grupo Municipal do PSD, questionou também qual a sustentação das declarações do Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações que afirmou estarem subavaliados os custos do estudo promovido pela Câmara Municipal da Horta para a ampliação da pista do aeroporto da Horta, o que os faialenses pretendem saber mas que o Governo da República se recusa em esclarecer.

“Os governos socialistas não construíram a 2ª fase da Variante, não fizeram o reordenamento do porto e não avançaram com a ampliação do aeroporto, mas agora tem de ser tudo feito e até se diz que nenhum outro investimento pode ter que esperar para que os investimentos prioritários possam avançar. Isto é a mais pura demagogia”, apontou Laurénio Tavares.

Segundo o líder do grupo municipal, “o PSD/Faial sempre defendeu, e em coerência continua a defendê-lo, que o governo regional deve liderar politicamente o processo para a constituição de uma parceria entre a República, a ANA e a Região para se ampliar a pista do aeroporto, com candidatura a fundos comunitários”.

“A diferença está na atitude do novo governo em comparação com Vasco Cordeiro, que dizia, e voltou a repeti-lo na semana passada, que para o aeroporto da Horta nem um cêntimo da Região”, acrescentou.

O líder da bancada social-democrata garantiu que “os faialenses podem contar com o PSD/Faial para trabalhar com seriedade pela concretização dos investimentos mais estruturantes e defender em todos os órgãos, acima de tudo, o Faial e os faialenses”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO