Faial não escapa às térmitas

0
23

De acordo com dados de uma equipa de investigação da Universidade dos Açores, há o registo de uma infestação de térmitas em seis das nove ilhas dos Açores, sendo que o Faial não escapa a esta praga.

“A térmita da madeira seca está confirmada em praticamente todas as ilhas, menos Graciosa, Flores e Corvo”, frisou, em declarações à comunicação social, Paulo Borges, coordenador da equipa da UAç.

Segundo o docente, foi identificada ainda a térmita subterrânea americana na Praia da Vitória, a térmita subterrânea europeia na Horta e a térmita da madeira viva em Ponta Delgada, Angra do Heroísmo e Horta.

Segundo Paulo Borges, as térmitas devem ter chegado ao arquipélago através de móveis, paletes ou plantas envasadas.

A Universidade dos Açores continua a monitorizar a densidade das térmitas na região, processo que tem permitido descobrir a praga em novas áreas.

 

A população pode também, em caso de dúvida, recorrer a técnicas certificadas pelo Governo Regional e pela Universidade dos Açores, para verificação de presença de térmitas nas habitações.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO