Festival Cordas apresenta instrumentos únicos da Finlândia

0
27

O kantele é o instrumento nacional da Finlândia e a sua história mitológica é frequentemente reforçada. O jouhikko é outro instrumento com uma longa história, conhecido anteriormente pelo nome de jouhikantele (kantele curvado). A sua tradição musical viva foi gradualmente desaparecendo, mas durante o século XX foi ativamente revivida.

 

Na quinta edição do Festival Cordas, a acontecer online na página do facebook da entidade organizadora, MiratecArts, estes dois instrumentos recebem concertos especiais, em direto, a partir da Finlândia, mas apresentados pela associação cultural açoriana.

 

Maija Kauhanen já se tinha apresentado ao vivo no Auditório da Madalena, Pico, com grande sucesso. Por isso, o diretor artístico não a quis deixar de fora nesta edição com o programa especial Spotlight Finland. “A Maija volta com o kantele, a partir de um estúdio em Helsinki” avança Terry Costa, “também temos o Pekko Kappi que estreia, assim, no festival o jouhikko.”

 

Tanto o kantele quanto o jouhikko estão fortemente presentes hoje em dia. O som jouhikko de Pekko Käppi é de tradições arcaicas a um toque elétrico, e o músico usa todo o seu corpo como um herói da guitarra do rock quando toca. Maija Kauhanen desenvolveu a arte do kantele num conjunto de uma mulher sem precedentes, cantando e tocando o kantele e percussão simultaneamente, chegando a um clímax frenético. Estamos muito longe das impressões estereotipadas em que um tocador de kantele é o personagem mítico Väinämöinen ou uma linda rapariga com cabelos longos, vestida com um traje nacional.

 

Cordas World Music Festival, de 14 a 20 de setembro, apresenta estreias diárias pelas 18h e 21h Açores na página facebook.com/MiratecArts e visite www.festivalcordas.com para o calendário de eventos.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO