Francisco Gomes apresentou “Genealogias da Ilha das Flores (Açores)” na Festa do Emigrante

0
18
DR

DR

A Festa do Emigrante trouxe ao público o mais recente livro do investigador Francisco Gomes intitulado “Genealogias da Ilha das Flores (Açores)”, agora editado pela Câmara Municipal das Lajes das Flores.

Natural da ilha das Flores, mas radicado no Faial, Francisco Gomes define este novo título como “uma tentativa de, com razoável segurança e certeza, agrupar, por apelido de família, num grande puzzle, o nome de milhares e milhares de pessoas que nasceram e/ou viveram” naquela ilha. 
O livro de 726 páginas, conta com uma tiragem de 300 exemplares e apresenta os apelidos por ordem alfabética de forma a facilitar a sua consulta, começando pelo sobre-nome Abraão e terminando, “mais de 200 apelidos depois”, em Zerbone. Ao aprofundar a leitura de cada apelido os nomes distribuem-se por árvores de gerações, formadas pelos descendentes de um determinado indivíduo. 
Francisco Gomes, autor de referência no âmbito da investigação histórica e genealógica das Flores, inclui na sua vasta bibliografia, “entre livros e brochuras”, títulos como “Subsídios para a História da Ilha das Flores” (1984), “Imprensa na Ilha das Flores – A História Possível” (1985), “O Canal das América” (1988), “A Caça à Baleia nas Flores” (1988), “Flores e Corvo – O Outro Arquipélago” (1989), “A Ilha das Flores: da Redescoberta à Atualidade (Subsídios para a Sua História)” (1987; 2ª edição revista e ampliada em 2003), “Famílias da Ilha das Flores. Vila das Lajes e freguesias da Fazenda e do Lajedo (1757-1888)” (1998), “Casais das Flores e do Corvo (Extratos dos assentos de casamento 1675-1911)” (2006) e “Naufrágios e outros eventos nos mares das Flores e do Corvo” (2015). 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO