GNR deteta e resgata 102 migrantes na Grécia

0
10
DR

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através de militares destacados na ilha de Samos-Grécia, no âmbito da missão da Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (FRONTEX), esta madrugada, dia 9 de agosto,resgatou 32 migrantes a sul da Ilha de Samos – Grécia, no mar Egeu.

Durante uma ação de patrulhamento os militares foram alertados pelas autoridades helénicas para a existência de uma embarcação suspeita no mar. A Força dirigiu-se de imediato para o local tendo intercetado uma pequena embarcação de borracha, com cerca de 7 metros, com excesso de lotação, o que possibilitou o resgate das 32 pessoas, das quais 14 crianças, 10 mulheres e 8 homens.

No momento da aproximação à embarcação, os militares aperceberam-se do choro de um bebé, tendo de imediato dado início ao resgate do mesmo, que se encontrava ao colo da mãe. Ainda, uma das migrantes apresentava sintomas de doença grave e problemas de saúde, ao nível das vias respiratórias, tendo sido prontamente assistida pelos militares da GNR.

Os migrantes foram colocados na embarcação da GNR e transportados em segurança para o Porto de Vathy, e a embarcação apreendida, tendo ainda sido identificado o possível facilitador do transporte, um homem com cerca de 50 anos. Muitas vezes o facilitador tem o objetivo de controlar as vítimas e posteriormente vir a beneficiar da sua exploração, coagindo as mesmas através do medo, de abusos ou ameaças, ficando reféns destes facilitadores.

Também esta madrugada, e no decorrer de uma ação de vigilância junto à costa, efetuada pelo Posto de Observação Móvel (POM) da UCC, o qual está dotado com sistemas de vigilância e deteção através de radar e de câmaras diurnas e noturnas, de alta resolução e alcance, foi possível os militares da GNR detetarem, no mar Egeu, uma embarcação com 70 migrantes a bordo, também com excesso de lotação, o que poderia colocar em causa a navegabilidade da mesma. De imediato, a equipa estabeleceu contacto com uma embarcação da Alemanhã, que se encontrava nas imediações e ao serviço da FRONTEX, o que possibilitou efetuar o resgate com sucesso. Os migrantes foram encaminhados para o porto de Karlovasi, onde desembarcaram em segurança.

A GNR, nesta missão da FRONTEX, desenvolve ações nas fronteiras terrestres e marítimas com a finalidade de prevenir, detetar e reprimir ilícitos relacionados com a imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes transfronteiriços, contribuindo fundamentalmente para a salvaguarda de vidas humanas.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO