Governo apoia substituição da iluminação das Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres

0
16

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo adiantou que o Governo dos Açores apoiou a substituição integral da iluminação do coreto do Campo São Francisco, no âmbito das Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres, por lâmpadas com tecnologia LED (Light Emitting Diode), num investimento que rondou 10 mil euros.

Marta Guerreiro, que falava, em Ponta Delgada, após uma visita aos trabalhos de substituição das 3.500 lâmpadas, salientou que esta parceria “é mais um exemplo de que há um esforço comum de várias entidades na promoção de consumos energeticamente eficientes”.

“Este ano começámos pela substituição das lâmpadas no coreto por LED, mas queremos continuar a apoiar este movimento de mudança nos próximos anos, em parceria com a irmandade”, frisou.

“As Festas do Senhor Santo Cristo têm enorme relevância, pelo que o Governo não podia deixar de contribuir, apoiando a Irmandade também ao nível da eficiência energética, contribuindo para menores custos de operação e, consequentemente, para a sustentabilidade económica e ambiental de um dos eventos centrais da cultura açoriana”, acrescentou.

A titular da pasta da Energia explicou que “as lâmpadas LED são uma excelente alternativa à iluminação com lâmpadas incandescentes, por assegurarem melhor qualidade da iluminação com cerca de oito vezes menor consumo, para além de uma vida útil muito superior”.

“Estamos empenhados em promover a inovação do setor energético e impulsionar novas práticas e modelos de utilização de energia mais eficientes e com menores custos junto dos vários setores de atividade, com o propósito claro de promover e fomentar uma economia de baixo carbono, sendo a eficiência energética um dos princípios orientadores da nossa estratégia de política energética”, referiu.

Para além desta parceria, na ocasião, a Secretária Regional deu nota do apoio adicional da Direção Regional do Turismo, como vem acontecendo todos os anos, pelo facto de este ser “um dos principais eventos de captação do segmento de turismo religioso nos Açores, atraindo um elevado número de turistas que se enquadra neste tipo de produto, a par de muitos emigrantes que continuam a viver as nossas tradições e a difundi-las nos seus locais de residência”.

“Reconhecemos a importância destas festividades, que fazem parte da identidade dos Açores”, assegurou Marta Guerreiro, frisando que “é esta identidade que nos diferencia e nos faz ser cada vez mais procurados por visitantes com motivações, não só ambientais, mas também culturais e religiosas”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO