Governo dos Açores conta com cooperativas e organizações de produtores para continuar a desenvolver o setor agrícola em 2020, afirma João Ponte

0
11
DR

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje que o Governo dos Açores conta com as cooperativas e as organizações de produtores para prosseguir o trabalho de desenvolvimento do setor agrícola em 2020, destacando o papel fundamental e imprescindível destas estruturas pela proximidade que têm com os agricultores, pelas competências que dispõem e pelos serviços de acompanhamento e aconselhamento que prestam aos agricultores.

“As cooperativas e as organizações de produtores são parceiros estratégicos para o Governo dos Açores no trabalho em curso de desenvolvimento do setor agrícola, desde logo pelo conhecimento específico que têm de cada um dos agricultores da sua zona de abrangência, pelo aconselhamento técnico e pela capacidade reivindicativa junto da tutela”, referiu João Ponte.

O titular da pasta da Agricultura falava à margem de uma reunião com a Direção da Cooperativa Agrícola do Leste, na Povoação, concelho onde também se vai reunir hoje com a Direção da Cooperativa Celeiro da Terra.

João Ponte destacou que todos os anos o Governo Regional tem apoiado financeiramente as cooperativas e as associações agrícolas das diferentes ilhas na concretização dos seus planos de atividade e também na concretização de projetos de investimento, revelando que está previsto no Plano para 2020 uma verba de seis milhões de euros para este efeito.

No caso particular da Cooperativa Agrícola do Leste, salientou que existe uma estreita colaboração com a Secretaria Regional da Agricultura e Florestas, através do Serviço de Desenvolvimento Agrário de São Miguel, apontando como exemplo a instalação na sede da cooperativa de um Posto de Atendimento Agrícola, valência que permite servir os agricultores de um dos concelhos mais distantes de Ponta Delgada, desde logo ao nível das candidaturas ao POSEI e ao PRORURAL+, entre outros serviços.

O Secretário Regional destacou também o contributo que a Cooperativa Celeiro da Terra tem tido para a notoriedade da agricultura, nomeadamente no setor da fruticultura, através dos vários prémios com que os seus licores têm sido distinguidos, bem como para a criação de riqueza e emprego.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO