Governo dos Açores inicia segunda fase da rede pública de pontos de carregamento para veículos elétricos

0
9

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo adiantou hoje que o Governo dos Açores está a reforçar a rede pública de pontos de carregamento para veículos elétricos já disponibilizada aos Açorianos “através da cedência de 33 infraestruturas adicionais a diversos organismos, entidades e instituições de todo o arquipélago, fruto de campanhas de eficiência energética e de parcerias estratégicas”.

Marta Guerreiro, que falava, em Ponta Delgada, no âmbito da assinatura do contrato para a cedência de um ponto de carregamento para veículos elétricos ao Hospital do Divino Espírito Santo, referiu que se pretende dotar todos os hospitais da Região com estas infraestruturas, tendo já decorrido a celebração do contrato para o efeito com o Hospital da Horta.

“Trata-se do aumento da rede pública de carregamento de veículos elétricos do arquipélago, que salvaguarda a cobertura integral e equilibrada de todas as ilhas e concelhos, reforçando agora a sua disponibilidade em zonas de maior fluxo populacional, satisfazendo as necessidades dos Açorianos ao permitir que possam carregar os seus veículos em situações de necessidade pontual”, acrescentou.

A rede de pontos de carregamento para veículos elétricos de acesso público, que contará ao todo com cerca de 60 localizações, abrangendo todas as ilhas e concelhos dos Açores, é atualmente constituída por 27 infraestruturas, das quais 11 em São Miguel, quatro na Terceira, três no Pico, duas no Faial, duas em São Jorge, duas nas Flores, uma em Santa Maria, uma na Graciosa e uma no Corvo.

Marta Guerreiro salientou que os novos pontos de carregamento a disponibilizar aos Açorianos resultam também das campanhas de promoção de eficiência energética dedicadas a empreendimentos turísticos, a estabelecimentos escolares e a indústrias, entre outras.

“Estas campanhas envolvem a participação em ações de sensibilização sobre eficiência energética, a partir das quais as entidades inscritas apresentam uma proposta de plano de eficiência energética”, afirmou.

“Os vencedores são contemplados com apoio técnico na implementação deste plano e com a atribuição de um ponto de carregamento a disponibilizar nas suas instalações, devendo o mesmo ser sempre de acesso público”, salientou a Secretária Regional.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO