Governo dos Açores já formou cerca de 100 Gestores Locais de Energia desde 2018

0
11
DR/GACS

A Diretora Regional da Energia destacou que o Governo dos Açores já formou cerca de 100 Gestores Locais de Energia (GLE), designados através do Programa de Eficiência Energética na Administração Pública dos Açores (ECO.AP Açores), capacitando-os para assumirem um “importante papel na promoção das melhores práticas de gestão de energia nos edifícios da administração pública, com vantagens ambientais, sociais e económicas para a Região”.

Andreia Carreiro falava no encerramento da sétima formação dedicada aos GLE, realizada pelo Governo dos Açores, que decorreu em formato online numa adaptação aos desafios atuais, permitindo o acesso dos profissionais das diversas ilhas.

Os GLE, frisou a Diretora Regional, “são peça-chave no âmbito do ECO.AP Açores, tendo a responsabilidade de difundir e transmitir conhecimento em matéria de energia em contexto laboral, propondo e monitorizando medidas de melhoria de desempenho energético”.

Nesse sentido, referiu a importância desta ação, que pretende “a promoção de uma cultura energeticamente eficiente no setor público, de modo a reduzir o seu consumo, uma vez que, em 2019, este foi responsável por cerca de 10% do total da eletricidade nos Açores”.

“Ao utilizarmos de forma responsável a energia de que dispomos, estamos a contribuir para a redução das emissões de gases com efeito de estufa, contrariando os efeitos das alterações climáticas”, frisou Andreia Carreiro, sublinhando que é uma “responsabilidade de todos utilizar de forma eficiente os recursos de que dispomos e que pertencem a todos, quer sejam naturais, quer sejam financeiros”.

A Diretora Regional reiterou que compete à administração pública “liderar pelo exemplo”, constituindo-se enquanto “impulso fundamental face à adoção de boas práticas de racionalização do uso da energia em toda a comunidade açoriana”, alcançando-se no arquipélago um consumo de energia “orientado para a eficiência, baseado na racionalidade de recursos”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO