Governo dos Açores prossegue com total determinação investimentos em infraestruturas agrícolas

0
7

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje que o Governo dos Açores prossegue, com total determinação, os investimentos definidos ao nível da modernização das infraestruturas agrícolas, que considerou serem fundamentais para a redução de custos nas explorações, para melhorar as condições de trabalho dos agricultores e para garantir sustentabilidade de uma das principais atividades económicas na Região.

“Sem prejuízo dos apoios excecionais ao setor agrícola para a melhoria do rendimento que têm vindo a ser aprovados pelo Governo Regional, é fundamental prosseguir o investimento público em termos de construção de infraestruturas agrícolas, não só pelo que representa em termos de melhoria das condições de trabalho, mas também pelo sinal que dá em termos de confiança no futuro da agricultura nos Açores”, referiu João Ponte, à margem da visita a obras de infraestruturas agrícolas na freguesia das Sete Cidades, concelho de Ponta Delgada.

Apesar de todo o investimento feito em caminhos, no abastecimento de água e na eletrificação das explorações agrícolas, que deverá totalizar nesta legislatura 27 milhões de euros, ou seja, mais 14 milhões de euros do que na legislatura anterior, o governante considerou que “é preciso continuar a investir para proporcionar mais e melhores condições aos agricultores para desempenharem, cada vez melhor, o seu trabalho”.

O Secretário Regional assegurou que, na atual legislatura, serão aproveitados todos os recursos financeiros disponíveis no programa PRORURAL+ para investimento em infraestruturas agrícolas, acrescentando que, quer a Direção Regional dos Recursos Florestais, quer a IROA, estão já a preparar estudos e projetos relativos a futuros investimentos, a realizar na próxima legislatura.

“Estão em causa investimentos estratégicos e sinalizados também com o contributo das organizações de produtores, como é o caso do projeto de captação de água do excedente da Lagoa das Sete Cidades, para reforçar o abastecimento às explorações leiteiras existentes no Perímetro de Ordenamento Agrário (POA) de Ponta Delgada, que será oportunamente apresentado”, adiantou João Ponte.

O governante destacou ainda que, à semelhança dos agricultores, também as obras públicas no setor agrícola não pararam nos últimos meses, como foi possível hoje testemunhar nas Sete Cidades.

Uma das obras visitadas foi o Caminho Rural dos Arrebentões, da responsabilidade da Direção Regional dos Recursos Florestais, com 1.230 metros de extensão e que serve quase duas dezenas de explorações agrícolas, representando um investimento superior a 560 mil euros.

João Ponte, acompanhado da Diretora Regional dos Recursos Florestais, Anabela Isidoro, do Presidente do Conselho de Administração da IROA, Ricardo Silva, e da Presidente da Junta de Freguesia das Sete Cidades, Cidália Pavão, visitou também as obras de construção de um reservatório junto à entrada da freguesia, com capacidade para 250 metros cúbicos de água, uma obra da IROA que decorre a bom ritmo e está orçada em mais de 35 mil euros.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO