Governo Regional aposta em “operação de charme” para iludir jovens que terminam programa Estagiar no final do mês

0
0

“Coerente com a sua capacidade de propor e numa postura construtiva, o Partido Socialista apresentou uma iniciativa no Parlamento Regional, no sentido de arranjar soluções que possam responder às necessidades de cerca de mil jovens açorianos que vão terminar os programas de estagiar L e T no final do mês de junho.

No entanto, o Governo Regional teima em deixar estes jovens fora do mercado de trabalho e tenta, numa espécie de operação de charme, iludi-los com o novo programa Geração Açores Pro, que não se sabe quando estes jovens vão poder iniciá-lo, apenas se sabe que a fase de candidaturas começa em agosto”, alerta Vílson Ponte Gomes.

O deputado da JS/Açores lamenta que o executivo regional recuse a proposta apresentada, sem apresentar quaisquer justificações para esses jovens: “O Secretário Regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego não consegue explicar porque se recusa a prolongar temporariamente estes estágios – como aliás fez em relação a outros jovens estagiários -, principalmente quando estamos numa altura tão exigente e crítica de recuperação da nossa economia”.

Vílson Ponte Gomes confirma que a Juventude Socialista dos Açores tem sido contactada por muitos jovens que “estão preocupados com o seu futuro” e que “não confiam” na solução que o Governo está a anunciar.

A esse respeito, o líder da JS/Açores alerta para o facto de a sessão de esclarecimento, promovida pelo Governo Regional, sobre as novas medidas de apoio ao emprego jovem, nomeadamente no programa Geração Açores Pro, não ter passado de mais “um truque de propaganda que promove uma política de comunicação demagógica e não esclarecedora”.
Para o Líder da JS Açores “a solução de seis meses que o Governo apresenta não serve estes jovens”, não sendo aceitável porque “coloca em causa o seu percurso de qualificação e a estratégia de integração destes jovens no mercado de trabalho, entre outros aspetos”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO