INSTITUTO CULTURAL PADRE JOÃO JOSÉ TAVARES TERÁ NOVO ESPAÇO

0
12
DR/CML
DR/CML

O Instituto Cultural Padre João José Tavares irá ter um novo espaço sede e que ficará instalado na rua Manuel Inácio da Mota, ocupando parcialmente o edifício do Museu do Alambique, na cidade de Lagoa. A presidente da edilidade lagoense, Cristina Calisto visitou as obras que decorrem a bom ritmo.

Cristina Calisto considera que, com o melhoramento destas instalações, e com a nova sede, esta instituição de cariz cultural na lagoa passa a dispor de um melhor espaço para a realização e planificação das suas atividades culturais, que, de facto, têm sido uma referência no concelho de Lagoa e para os lagoenses.

Refira-se que, o Instituto Cultural Padre João José Tavares foi constituído a 7 de abril de 2008 e tem como principal objetivo divulgar e enriquecer a cultura no concelho de Lagoa. O Instituto atua em áreas como o património, história, museologia e arte sacra, entre outras. Pretende promover atividades culturais como conferências e concertos musicais, a par de publicações lagoenses.

Entre os vários projetos que a atual direção deste Instituto, que tem como presidente Maria Palmira Bettencourt, se propõe realizar destaque para a recolha e arquivamento de peças musicais de figuras lagoenses como Teófilo Frazão e Manuel José Tavares Canário.

De referir que, o Instituto Cultural Padre João José Tavares já editou alguns livros, como «A âncora de meu coração», de Maria Palmira da Silva Leite Bettencourt, «Notas sobre a toponímia Lagoense», de Maria Antónia Mota Albergaria Pacheco, «A Distribuição Pública de Água na Vila da Lagoa, S. Miguel, Açores», de Sandra Maria Gonçalves Monteiro, «Círculo de Amigos da Vila da Lagoa», de Susana Goulart Costa e Sandra Maria Gonçalves Monteiro.

O Instituto é, ainda, responsável pela organização das Galas de Ópera, um evento cultural de grande qualidade, com a finalidade levar este momento cultural aos munícipes lagoenses.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO