Investimento de 3ME na requalificação e construção de equipamentos na aérea da infância e juventude

0
18

A Secretária Regional da Solidariedade Social disse hoje, na Povoação, que o Governo dos Açores prevê este ano um investimento de quase três milhões de euros na construção e requalificação de equipamentos sociais em toda a Região.

Andreia Cardoso falava na cerimónia de assinatura de um contrato de cooperação com o Centro Social e Paroquial da Lomba do Loução que visa a comparticipação financeira, até ao montante máximo de 115 mil euros, na obra de reabilitação do Centro de Atividades de Tempos Livres (CATL) da Lomba do Alcaide.

“Temos prevista a construção do Centro Intergeracional dos Fenais da Luz, assim como o edifício da Associação da Juventude da Candelária, na ilha de São Miguel, para além da remodelação da creche e jardim de infância da AFARIT, na ilha Terceira, e da adaptação de um edifício para CATL em Santa Maria”, salientou a Secretária Regional.

Andreia Cardoso frisou que “este investimento justifica-se pela melhoria significativa nas condições das instalações disponíveis para as crianças e jovens, com forte impacto na promoção do seu bem-estar”.

“Instalações adequadas permitem criar um ambiente propício ao desenvolvimento de cada criança ou jovem, promovendo a expressão, a compreensão e o respeito mútuo”, acrescentou.

Esta obra resulta de uma parceria entre o Governo dos Açores e a Câmara Municipal da Povoação com o Centro Social e Paroquial Lomba do Loução, tendo a autarquia cedido o imóvel da antiga escola e ficado responsável pela elaboração do projeto, contribuindo ainda com um financiamento de 35 mil euros para a reabilitação do CATL da Lomba do Alcaide.

“Este investimento insere-se num conjunto de iniciativas que perspetivam a melhoria da qualidade desta resposta social no concelho da Povoação, prevista no âmbito da Estratégia Regional de Luta contra a Pobreza e Exclusão Social, onde se preconiza o desenvolvimento integral e harmonioso das crianças e jovens, a promoção do sucesso escolar e a conciliação da vida profissional com a vida pessoal”, disse Andreia Cardoso.

“Foi exatamente nesse sentido que desenvolvemos o projeto piloto de alargamento de horário no CATL do Centro Social e Paroquial das Furnas, por forma a responder às necessidades expressas pelos pais das crianças e jovens, para além do aumento da sua capacidade de 40 para 60 vagas”, acrescentou a Secretária Regional.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO