João Ponte destaca dinamismo de crescimento e qualificação do setor agrícola nos Açores

0
35
blank

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou que a comemoração do Dia Nacional da Agricultura nos Açores constituiu mais um momento revelador do grande trabalho realizado pelos agricultores, pelas empresas e pelas cooperativas, no fundo, por todo o setor agrícola e florestal, que se tem traduzido numa dinâmica de crescimento e qualificação, onde há cada vez mais orgulho em produzir com qualidade, tanto para abastecer o mercado local, como para exportar.

João Ponte salientou, nesse sentido, que as comemorações permitiram apresentar “uma amostra do melhor da agricultura açoriana, a capacidade instalada, o saber fazer, a excelência das produções, em resultado do dinamismo de crescimento e da aposta por parte dos agricultores e da indústria que se assiste neste setor nos Açores”.

“Existe, neste momento, um orgulho cada vez maior em ser agricultor e integrar um setor que continua a gerar riqueza e emprego”, frisou João Ponte, que falava quarta-feira à margem das comemorações do Dia Nacional da Agricultura, em Santana, no concelho da Ribeira Grande.

Esta iniciativa, promovida pela Associação Agrícola de São Miguel, com o apoio do Governo dos Açores e Confederação de Agricultores de Portugal (CAP), contou com a presença de mais de três mil crianças e jovens, do 1.º ao 6.º ano de escolaridade, de escolas de todos os concelhos da ilha de São Miguel.

Para João Ponte, estas comemorações reuniram uma “combinação perfeita”, já que contaram com a presença de crianças e jovens, semeando nos mais novos o gosto pela terra, despertando futuras vocações e fomentando a importância de produzir cada vez mais e melhor na Região, mas também a importância de consumir produtos açorianos.

“É inegável que o setor agrícola nos Açores continua a desenvolver-se e a modernizar-se, apesar dos desafios que existem e vão continuar a existir. Quando um jovem agricultor entra para o setor, quando concretiza um projeto de investimento emite, claramente, um sinal de esperança e de confiança no futuro do setor”, considerou João Ponte, frisando que existem bons exemplos de projetos de investimento levados a cabo, com êxito, por jovens agricultores nos setores do leite e da carne e nas áreas da diversificação agrícola.

A edição deste ano do Dia Nacional da Agricultura foi dedicada ao leite, a fileira mais relevante da agricultura nos Açores.

“A Região é responsável por 35% do leite e cerca de 50% do queijo produzidos em Portugal”, disse João Ponte, salientando que todos os agentes do setor devem continuar a trabalhar, tendo em vista aumentar o rendimento de toda a cadeia de valor e garantir que a sua distribuição é feita de forma justa.