José Manuel Bolieiro defende boas acessibilidades para todas as ilhas dos Açores

0
19
DR
DR

O Presidente do Governo afirmou que o Executivo açoriano tem “por princípio não interferir na gestão profissional das empresas do espectro do sector empresarial regional, mas não abdicaremos do princípio da continuidade territorial, independentemente da forma como a mesma seja assegurada”.

José Manuel Bolieiro falava à margem de uma reunião, em que foi questionado sobre a possível redução das gateways de Santa Maria, Pico e Faial, no âmbito do já conhecido Plano de Reestruturação da SATA.

Para José Manuel Bolieiro “como é sabido, a situação atual está dependente do resultado das negociações das Obrigações de Serviço Público, processo que terá de se iniciar ainda este ano. Aliás, já deveria ter sido iniciado. Agora, é entendimento de que todas as ilhas dos Açores necessitam de boas acessibilidades, com regularidade e previsibilidade e disto não abdicaremos, até porque é expectável que exista um aumento do fluxo turístico na fase pós-pandemia que importa preparar para que todas as ilhas estejam em pé de igualdade para esta oportunidade”, acrescentado ainda que “no princípio da coesão territorial e do desenvolvimento harmonioso da nossa Região, este é um ponto do qual não queremos abdicar”.

A concluir as suas declarações, o Presidente do Governo referiu ainda que o Executivo vai “aguardar com serenidade o processo negocial entre a SATA e a Comissão Europeia, bem como a revisão das Obrigações de Serviço Público, na certeza de que o Governo dos Açores está atento, vigilante e reivindicativo”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO