JS/Açores lamenta falta de diálogo entre as Juventudes Partidárias

0
14
DR/PS
DR/PS

A Juventude Socialista dos Açores lamentou que as Juventudes Partidárias da Região dos partidos com assento na Assembleia Regional, não tenham aceitado reunir ontem para dialogar sobre uma questão tão séria e tão importante como é a Agenda para o Relançamento Social e Económico. De acordo com o Presidente da JS/A, Vílson Ponte Gomes, esta seria “uma iniciativa histórica, diferenciada e inovadora, visando valorizar o papel das organizações de juventude na atividade política, contribuindo assim de forma séria e responsável para arranjar soluções que minimizem os impactos negativos desta conjuntura nas novas gerações”.

“Entendemos, e continuamos a entender, ser fundamental as Juventudes Partidárias mobilizarem-se e contribuírem, em conjunto, com propostas que salvaguardem a estabilidade da juventude nestes tempos difíceis que se avizinham, privilegiando o diálogo e a construção de ideias em torno de um objetivo comum, que deve ser a defesa da Juventude Açoriana”, afirmou Vílson Ponte Gomes.

Com o documento em discussão pública até ao próximo dia 07 de setembro, a reunião proposta pela JS/Açores pretendia alargar e congregar, de forma democrática, transparente e construtiva as forças políticas juvenis, e não “procurar palco eleitoral e mediático tal como tantos o fazem”.

Para o líder da JS/Açores, “é essa a nossa postura, com humildade, sem qualquer tipo de preconceito partidário, disponíveis para dialogar com as Juventudes Partidárias que com connosco queiram dialogar em benefício dos jovens Açorianos”, acrescentando ainda que este convite “conseguiu alertar as demais juventudes partidárias para a importância do seu contributo para este documento”.

Apesar da não realização deste encontro, a JS/Açores agradeceu a resposta de todas as juventudes, aproveitando ainda para as convidar a participar em futuras iniciativas deste tipo, que contribuam para a promoção do diálogo e convergência.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO