Lajes do Pico adere à iniciativa “Cidades Pela Vida – Cidades Contra a Pena de Morte”

0
13

No passado dia 30 de novembro assinalou-se o Dia Internacional “Cidades Pela Vida – Cidades Contra a Pena de Morte”.

Neste dia, em parceria com a Amnistia Internacional, Portugal e 22 cidades portuguesas, entre as quais as Lajes do Pico, participaram nesta campanha, iluminando os monumentos públicos.

A vila das Lajes do Pico aderiu a esta iniciativa mundial, iluminando no passado domingo o Convento dos Franciscanos, no qual hoje se encontram instalados os serviços da Câmara Municipal, da Polícia de Segurança Pública e das Finanças. Refira-se que este foi o único município açoriano a juntar-se a esta ação.

Este dia celebra-se todos os anos no aniversário da primeira abolição da pena de morte no mundo, que ocorreu no Grão-Ducado da Toscana, em Itália a 30 de novembro de 1786.

Desde 2002, cerca de 2000 cidades de vários países já aderiram à celebração deste Dia Internacional. As cidades que se associam a esta iniciativa global de defesa dos direitos humanos, são convidadas a iluminar um edifício público ou um monumento histórico, demonstrando a sua oposição à pena de morte e declarando-se a favor da vida.

O Dia Internacional “Cidades Pela Vida – Cidades Contra a Pena de Morte” é, por isso, uma oportunidade para despertar consciências e envolver todas as instituições na procura de um sistema judicial que não incite à morte e respeite a vida, em nome dos direitos humanos. Um desígnio que a Câmara Municipal quis reforçar aderindo formalmente ao conjunto de cidades que assinalam esta data.

Em Portugal, são 22 as cidades e vilas que participaram na celebração “Cidades Pela Vida – Cidades Contra a Pena de Morte”: Lajes do Pico, Barcelos, Câmara de Lobos, Carrega do Sal, Cascais, Coimbra, Coruche, Elvas, Esposende, Góis, Gouveia, Lagoa, Moimenta da Beira, Montemor-o-Novo, Odivelas, Ourém, Sintra, Tomar, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia e Vila Real.