Livro recorda o ‘verão quente’ nos Açores, de 1975

0
17

Decorreu na passada sexta-feira, na sala de exposições do Museu da Horta, onde anteriormente se encontravam sedeados os serviços do Governo Civil e da Junta Geral do Distrito Autónomo da Horta, a apresentação do segundo volume da trilogia política do livro “1975: INDEPENDÊNCIA? – O ‘verão quente’ nos Açores”, de José Andrade.

Esta sessão, que foi presidida pelo diretor do museu da Horta Luís Meneses, incluiu uma tertúlia de memórias políticas com os protagonistas locais de 1975, Fernando Dutra de Sousa, então Presidente da Câmara Municipal da Horta, e António Simas Santos, então Presidente da Câmara Municipal das Lajes do Pico, moderada pelo jornalista Rui Gonçalves.

Este livro, com prefácio de Álvaro Monjardino, é “o diário político de um tempo açoriano pelos olhos atentos da imprensa local”, recordando as principais figuras e factos da vida política açoriana. Para este segundo volume o autor consultou todas as 2 190 edições dos sete jornais diários que se publicaram nos três distritos açorianos.

 

Para José Andrade este livro fará os “mais velhos recordar e os mais novos vão conhecer os caminhos antecedentes da região que somos e do poder político”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO