Luís Garcia: Receber o Conselho da Diáspora na Sala do Plenário “é um feito que marca a própria Autonomia”

0
174
blank

“No ano em que celebramos os 45 anos da Autonomia Regional, receber, pela primeira vez, na sala do Plenário da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, o Conselho da Diáspora Açoriana é um feito que marca a própria Autonomia”, considerou hoje o Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Luís Garcia, que recebeu em audiência de apresentação de cumprimentos, ao final da tarde, os conselheiros membros daquele órgão.

Durante a audiência, o Presidente Luís Garcia dirigiu um apelo a todos os Conselheiros da
Diáspora, no sentido de serem “embaixadores na promoção dos Açores e dos nossos excelentes produtos”, agindo como “agentes facilitadores e intermediários na concretização de oportunidades de negócios que eventualmente possam surgir”.

Para o Presidente da Assembleia dos Açores, o Conselho da Diáspora constitui “um excelente instrumento, que devemos aproveitar, não só para contribuir para a preservação e divulgação da nossa cultura, cultivar as nossas raízes, especialmente junto das gerações mais jovens, mas também para abrir outras portas em múltiplos domínios de cooperação, designadamente no campo económico, que possam ajudar a desenvolver as nossas ilhas”.

Composto por membros e conselheiros vindos das comunidades açorianas espalhadas pelo
mundo, desde o Brasil ao Canadá, passando pela Bermuda e EUA, entre outros, este órgão
nasceu em 2019, na sequência de uma deliberação da Assembleia Legislativa dos Açores
aprovada na legislatura anterior, a que o Governo Regional dos Açores deu seguimento.

“O desenvolvimento deste projeto” é, no entender do Presidente Luís Garcia, de “grande
importância para assegurar e promover a participação, a valorização e a potenciação da
Diáspora açoriana no desenvolvimento dos Açores”.

“Vivemos tempos difíceis e de grande incerteza. Já não nos bastavam as consequências da
pandemia, como agora temos de enfrentar os efeitos desta guerra terrível e condenável na
Ucrânia, pelo que a solidariedade e a possível colaboração da nossa Diáspora na recuperação e mitigação de todos esses efeitos na nossa frágil Região serão muito úteis”, acrescentou o Presidente Luís Garcia.

Recorde-se que os atuais membros do Conselho da Diáspora foram eleitos no ano passado pelas suas comunidades, tendo a Assembleia Legislativa eleito 3 Conselheiros para aquele órgão, nomeadamente a Deputada Ana Luís, do GP do PS, a Deputada Elisa Sousa, do GP PSD e a Deputada Catarina Cabeceiras, do GP do CDS.