Marco Silva é o novo provedor da Santa Casa da Misericórdia da Horta

0
89
blank

A 20 de dezembro de 2021 teve lugar a eleição dos novos órgãos sociais da Santa Casa da Misericórdia da Horta (SCMH) para o quadriénio 2022-2025. Marco Paulo Neves Silva foi eleito novo provedor, sucedendo a Cristina Abrantes. A presidir à Mesa da Assembleia Geral está Eugénio Pereira Leal. Como presidente do Conselho Fiscal está Fernando Machado Menezes.

Os novos órgãos tomaram posse a 14 de janeiro passado. A instituição, fundada por volta de 1520, presta auxílio a 445 utentes através das suas oito valências.

O novo provedor Marco Silva esteve em entrevista ao Tribuna das Ilhas e contou a
motivação por trás da sua candidatura, bem como a presente situação da SCMH.

Tribuna das Ilhas (TI) – O que o motivou a candidatar-se a este cargo? Qual era a sua ligação à Santa Casa da Misericórdia da Horta? Já antecipava esta vitória?
Marco Silva (MS) – Motivou-me a candidatura à SMCH, pelo espírito de solidariedade e pelo contributo, quer meu como da minha equipa, em prol das pessoas que necessitam da nossa ajuda na sociedade faialense. A minha ligação à SCMH é como irmão da instituição. Além disso conto com a experiência de 17 anos na Casa Povo da Praia do Norte, assim como na equipa que me acompanha, uma diversidade de experiências profissionais que são um forte contributo nesta missão.
Eu diria, candidatámo-nos de coração aberto, com empenho e determinação em prol das pessoas (utentes e colaboradores). Foi este o propósito na nossa candidatura, é esta a premissa da nossa equipa.
Ao sabermos que existiria uma segunda lista composta na sua maioria pelos anteriores membros dos órgãos sociais cessantes, após termos apresentado a nossa lista, sabíamos que seria um processo difícil, embora tivéssemos estado sempre confiantes num bom resultado.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura