Marinha resgata náufrago a mais de 400 quilómetros da ilha das Flores

0
103

A Marinha anunciou hoje ter resgatado, na madrugada de terça-feira, um homem que caiu ao mar e que estava a bordo de um navio mercante a navegar a mais de 460 quilómetros a sudoeste da ilha das Flores.

Em comunicado, a Marinha adianta que a operação de resgate do homem de nacionalidade indiana, que caiu ao mar do navio mercante “UACC Mansouria” de bandeira das ilhas Marshall, foi feita pelo navio patrulha oceânico Setúbal que estava “em trânsito para Ponta Delgada”, na ilha de São Miguel.

Esta operação foi realizada “através do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada (MRCC Delgada), em articulação com o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento das Lajes (RCC Lajes)”, segundo a Marinha.

“Após o pedido de socorro, foi empenhado de imediato o Navio Patrulha Oceânico Setúbal, o qual se dirigiu à máxima velocidade para a área. Ao entrar na área de operações, o navio assumiu a coordenação dos 11 navios mercantes envolvidos na operação e iniciou as buscas na área atribuída. A definição da área de buscas teve o contributo do apoio do Instituto Hidrográfico, o que permitiu definir com maior precisão a área de busca em que os meios operaram”, explica a nota.

Quando foi resgatado da água, o tripulante “estava consciente e estável”, mas, segundo a Marinha, o homem será observado no hospital do Divino Espírito Santo, na ilha de São Miguel.

Estiveram envolvidos nesta operação o MRCC Delgada, o RCC Lajes, o navio patrulha oceânico Setúbal, o Instituto Hidrográfico, uma aeronave C-295 da Força Aérea Portuguesa e 11 navios mercantes.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO