Novo paradigma de saúde mental reforça prestação de cuidados na comunidade e em ambiente hospitalar

0
13
blank
DR

A Secretária Regional da Saúde salientou hoje, em Angra do Heroísmo, que a integração da saúde mental nos cuidados de saúde primários representa “uma forma diferente de pensar a saúde mental”, assente na proximidade e no acompanhamento dos doentes na comunidade, mas também nos melhores cuidados diferenciados em ambiente hospitalar.

Teresa Machado Luciano falava na primeira reunião dos coordenadores das equipas multidisciplinares das Unidades de Saúde de Ilha responsáveis por estudar e implementar a saúde mental nos cuidados de saúde primários.

A titular da pasta da Saúde salientou o investimento recente nos cuidados hospitalares de saúde mental, designadamente a formação de internos da especialidade, as novas instalações do Hospital de Dia e o reforço da ala de internamento de agudos de Psiquiatria do Hospital do Divino Espírito Santo, de Ponta Delgada.

Teresa Machado Luciano referiu que o projeto ‘Espaço para a Saúde Mental’ significa “pensar globalmente para agir localmente”, de acordo com as necessidades específicas de cada ilha.

As perturbações psiquiátricas e os problemas de saúde mental tornaram-se uma das principais causas de incapacidade e morbilidade nas sociedades atuais.

Além destes doentes com perturbações diagnosticáveis, existem muitos outros com problemas de saúde mental que podem beneficiar de intervenção médica.

Os cuidados de saúde primários e as equipas multidisciplinares de saúde mental desempenham um papel muito importante na prestação de cuidados de proximidade às pessoas que sofrem de distúrbios psicoemocionais.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO