O cidadão prestável e generoso de Mário Fraião

0
18
TI

Pouco mais velho do que nós, pois já conta noventa anos de existência, este prezado cidadão continua a valorizar-se e, simultaneamente, a valorizar a sua terra natal, a ilha do Faial, e particularmente a ridente cidade mar da Horta.
Desde que o conhecemos, a sua personalidade marcante, o seu convívio, alegre e jocoso, atraente e a sua determinação acertada e altruísta, construtiva e valorativa são atributos que configuram com a sua personalidade e o distinguem, ainda no nosso burgo hortense.
O cidadão Mário Fraião, contínua sendo honra lhe seja, digno de figurar na lista das personalidades que maior contribuiu para o desenvolvimento e valorização no campo cultural e social.
Um cavalheiro de palavra fácil, exprimindo-se, sempre com alguma jocosidade, mas numa linguagem fina e esclarecedora, continua a demonstrar o seu elevado grau de cidadão valorativo e patenteando a sua figura ímpar.
Ao longo da sua provecta vivência tem sido um arauto das legítimas aspirações das nossas gentes e da nossa cidade, contribuindo para a visibilidade, já bem patente, na nossa ilha.
Recordamo-lo, já cidadão reconhecido quando numa determinação arriscada dotou a Horta da manifestação cultural, intitulada “cinema”, que ao tempo permitiu que pudéssemos apreciar melhores filmes da época.
Para além do homem de letras, com obras deveras apreciadas, exerceu a função bancária, contribuindo para que a instalação dum Estabelecimento bancário fosse uma feliz realidade, nesta avoenga vila de hoje.
E de longe, deste lado sua da Ilha Montanha, vai o abraço amigo e de parabéns, pelo lançamento de mais um precioso volume literário. 

 

Outubro de 2018

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO