“O Pais e a Região estão hoje melhores do que há 4 anos”, sublinha Isabel Teixeira

0
10
DR

“Nos últimos quatro anos o Partido Socialista demonstrou que é possível apostar em políticas ativas de solidariedade e, simultaneamente, incentivar o crescimento económico e equilibrar as contas públicas”, afirmou Isabel Teixeira, esta segunda-feira, depois da visita à Casa de Repouso João Inácio de Sousa, em São Jorge.

A candidata do PS/Açores à Assembleia da República está a realizar um conjunto de encontros com parceiros estratégicos, não só para dar conta do trabalho realizado nos últimos quatro anos, mas também para escutar as propostas dos diferentes setores e agentes sociais.

“Depois dos cortes cegos impostos pela governação do PSD, o Partido Socialista aumentou pensões de reforma, prestações sociais e o abono de família. Também devolveu rendimentos e direitos às famílias, incluindo nos Açores onde os apoios sociais foram aumentados a mais de oito mil Açorianos”, sublinhou Isabel Teixeira.

Agora, acrescenta a candidata, “é o PS que vai responder aos desafios que se colocam, nomeadamente em termos de envelhecimento da população, para garantir mais qualidade de vida na terceira idade, para promover uma cidadania sénior ativa e para combater a solidão”.

Isabel Teixeira enalteceu o trabalho realizado em parceria com entidades como a Casa de Repouso João Inácio de Sousa que – através do Lar de Idosos, do Centro de Dia, Apoio ao Domicílio, Polo Positivo e Centro de Acolhimento Temporário -, “são aliados indispensáveis no desenvolvimento de políticas ativas de proteção e salvaguarda dos nossos cidadãos idosos”.

A Jorgense Isabel Teixeira, que integra a lista de candidatos do PS/Açores às eleições legislativas do próximo dia 06 de outubro, realçou ainda que “a cooperação entre Governo Regional e a República é decisiva, face à dimensão dos desafios que se colocam, para termos Mais Açores e Mais Portugal”, sendo para todos consensual que hoje se vive melhor nos Açores e no País do que quando o PSD era governo.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO