O PS/Açores continuará a defender o apoio às Famílias e às Empresas para ultrapassar esta crise

0
14
blank

Andreia Cardoso realçou que o Partido Socialista “continuará a defender o apoio às Famílias e às Empresas para ultrapassar esta crise inflacionista”, por oposição ao Governo Regional que “tem feito muito pouco”.

A vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS falava à saída de uma reunião com a Associação Terceirense de Combate à Insuficiência Alimentar (ASTECIA), a entidade que gere o Banco Alimentar Contra a Fome na ilha Terceira.

Andreia Cardoso admitiu que no primeiro trimestre do próximo ano esta crise possa “agudizar-se”, porque “as perspetivas a nível nacional e internacional não são de alívio da crise, antes pelo contrário”, lembrando que o PS apresentou no plenário do Plano e Orçamento, um Plano de Emergência Social e Económica, chumbado pelos partidos da direita e pelo PAN.

“Para já o que a generalidade das famílias sente é a alteração dos preços de consumo, como os combustíveis e os bens alimentares, que já estão a onerar significativamente o orçamento das famílias. Mas o impacto da alteração das taxas de juros nos créditos à habitação será também muito pesado”, alertou.

“A classe média está a ser afetada, o que implica apoios específicos. O PS defende a gratuitidade das creches e um apoio de 500 euros às famílias que têm estudantes deslocados, com o objetivo de melhorar o seu rendimento disponível. Defendemos, também, que é preciso reduzir as suas despesas permanentes como, por exemplo, as taxas de juro do crédito à habitação. É preciso aliviar o orçamento familiar destas famílias e dar-lhes uma hipótese de manterem o seu normal funcionamento”, frisou.

Andreia Cardoso garantiu que o PS irá “insistir nestas medidas”, até porque “decorrem de reuniões feitas com um conjunto alargado de instituições, Misericórdias, IPSS’s, Juntas de Freguesia”.

Saudando a “grande solidariedade” que os Terceirenses, mas também Açorianos de outras ilhas demonstraram mais uma vez, ao contribuir com toneladas de bens alimentares para quem mais precisa, a parlamentar socialista garantiu que o PS/Açores “continuará este trabalho de apresentar e discutir as nossas medidas, aperfeiçoá-las, porque entendermos que continuam a ser pertinentes”.

“É expectável que muitas famílias Açorianas voltem a recorrer ao Banco Alimentar, tal como aconteceu em crises anteriores. As instituições sociais sempre se chegaram à frente, seria bom que o Governo Regional manifestasse uma maior sensibilidade social, neste momento de crise. O PS/Açores continuará a apresentar as medidas que entenda pertinentes para ajudar as famílias a ultrapassar este momento de grande dificuldade”, finalizou vice-presidente do GPPS, Andreia Cardoso.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!