Obra na Cônsul Dabney orçada em cerca de 1.300.000 mil euros

0
28

Decorreu na manhã do passado dia 19 de outubro, quarta-feira, nos Paços do Concelho, a assinatura do auto de consignação da empreitada de requalificação da Rua Cônsul Dabney e sua envolvente.

O contrato foi assinado entre a Câmara Municipal, promotora da obra, e a empresa adjudicatária que venceu o concurso público, a Tecnovia Açores, Sociedade e Empreitadas SA, no valor de um milhão, duzentos e noventa e oito mil euros e tem um prazo de execução de dez meses.
O Presidente da Câmara Municipal, José Leonardo Silva, referiu no ato que se trata de uma “obra numa via estruturante, que tem muitos serviços acumulados, desde a escola, a creche o Castelinho, o pavilhão desportivo, as secretarias” e que irá melhorar as acessibilidades na cidade, “um dos compromissos assumidos pela Câmara”, frisou o autarca. 
A intervenção prevê trabalhos ao nível de estruturas de saneamento, nomeadamente na rede de drenagem de águas pluviais e residuais domésticas, ao nível de pavimentação. A intervenção inclui ainda a Rua Marcelino Lima e os bungalows, o perfilamento e execução de passeios, bem como a criação de zonas verdes com vista a “melhorar a circulação das pessoas e também automóvel.
O autarca explicou a este respeito que a obra será feita por oito fases de forma a causar o menor transtorno possível às pessoas. A primeira intervenção será no estacionamento, por isso a autarquia já disponibilizou um parque alternativo,   atrás do pavilhão desportivo da Horta. 
Nas fases seguintes serão intervencionados os arruamentos junto ao Largo do Infante e Marina da Horta, só depois será feita a asfaltagem da Rua Cônsul Dabney. Os últimos troços a sofrer intervenção serão o cimo da rua e o arruamento entre a Rua Jaime Lopes (Feijó) e a Rua Conselheiro Terra Pinheiro.
 

SUBSCREVA A ASSINATURA. Basta preencher o formulário

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScF1d_clSmrQ16Tj0nvB7RJMzSS4JV3xf0WoCWtiykBM8hEKA/viewform

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO