Orçamento do Estado 2021. Paulo Moniz articula propostas com parceiros sociais dos Açores

0
16

O deputado do PSD/Açores na Assembleia da República Paulo Moniz inicia na próxima segunda-feira uma ronda de reuniões com os parceiros sociais no âmbito da preparação do Orçamento do Estado para 2021, para articular, em conjunto com esta entidades, propostas que “defendam os interesses da Região”.

“Os parceiros sociais representam permanentemente os vários setores da sociedade civil açoriana e devem ter sempre uma palavra a dizer, dada a sua importância e conhecimento aprofundado, quando qualquer agente político propõe ou pretende alterar qualquer medida, sobretudo nos Orçamentos do Estado”, afirmou o social-democrata.

O parlamentar açoriano lembrou que o Orçamento do Estado para 2021 “é o primeiro a ser elaborado, debatido e votado no contexto da crise causada pela pandemia da COVID-19”, o que obriga a uma “profunda alteração de prioridades em relação a orçamentos anteriores”.

“Face às fortes implicações sociais e económicas decorrentes da pandemia, as prioridades do próximo Orçamento do Estado devem ser profundamente alteradas.  Mais do que infraestruturas, o que está agora em causa é apoiar as famílias, as empresas e os pilares fundamentais da nossa sociedade. É o Orçamento do Estado que permite sustentar prioridades imediatas de forma real e concreta”, disse.

Paulo Moniz salientou que as famílias e as empresas esperam “propostas concretas para problemas urgentes”, devendo as necessidades das pessoas “sobreporem-se comuns constrangimentos orçamentais”.

“Não creio que devamos, neste momento, preocupar-nos demasiado com folgas financeiras para sustentar sistemas de difícil compreensão. Precisamos, isso sim, de propostas concretas no imediato e que constituam verdadeiros contributos para um futuro sólido e seguro virado para os cidadãos” frisou.

Em relação aos parceiros sociais da Região, Paulo Moniz referiu estar “inteiramente disponível” para em conjunto, definirem linhas orientadoras e contributos no que diz respeito ao Orçamento do Estado para 2021.

“Estou inteiramente disponível para acolher os contributos dos nossos parceiros sociais. Acredito que juntos poderemos levar as prioridades dos Açores à Assembleia da República, apresentando boas propostas na discussão do próximo Orçamento do Estado”, considerou.

Segundo o deputado do PSD/Açores, o Orçamento do Estado para 2021 “é de uma importância extrema e não pode, de maneira nenhuma, não ser analisado ao mais ínfimo pormenor e detalhe”.

“Nunca, como no próximo ano, um euro valeu tanto e tem forçosamente de ser muito bem aplicado”, concluiu.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO