Ordem dos Enfermeiros dos Açores lança campanha de sensibilização para o cumprimento das medidas de contenção da COVID-19

0
42
Ordem dos Enfermeiros reúne com novo Governo

Por: Ordem dos Enfermeiros

A Ordem dos Enfermeiros dos Açores lança hoje uma campanha de sensibilização que tem como foco a responsabilidade individual de todos os cidadãos na luta contra a COVID-19. A campanha intitulada “prevenimos juntos” assenta no mote de que todos temos um papel na prevenção da pandemia, pelo que se requer um empenho conjunto no cumprimento de todas as medidas.
Esta nova campanha inteiramente desenvolvida pela Secção Regional dos Açores da Ordem dos Enfermeiros surgiu como resposta à situação atual e adequa-se à realidade específica da região, considerando os relatos de comportamentos individuais que evidenciam algum desconhecimento ou descontração no que diz respeito a medidas críticas para a contenção da pandemia.
Para o Presidente do Conselho Diretivo Regional, Enfermeiro Pedro Soares, “esta campanha de sensibilização é fundamental para que, de uma vez por todas, a nossa população entenda que ultrapassar esta pandemia está nas mãos de todos nós. Não podíamos, por isso, deixar de reforçar o nosso contributo para a literacia da população, para o reforço de alguns conselhos e, sobretudo, para mais uma ação de sensibilização junto dos Açorianos.”
“É urgente todos termos um comportamento proactivo neste combate, todos fazermos a nossa parte. Só assim iremos conseguir ter uma taxa de contágio passível de resposta com qualidade pelo nosso Sistema Regional de Saúde”, alerta Pedro Soares.
A campanha, que será veiculada nas plataformas digitais da Ordem dos Enfermeiros, prevê vários momentos de comunicação distribuídos ao longo dos meses de janeiro e fevereiro. Para além das mensagens já planeadas, a campanha será evolutiva e adaptável em função das recomendações consideradas mais prementes em cada fase.
Esta não é a primeira iniciativa da Ordem dos Enfermeiros dos Açores com este objetivo. Desde o primeiro momento foram emanadas recomendações e orientações para os profissionais e para a restante população, tendo inclusivamente sido desenvolvida uma primeira campanha em março de 2020. A nova campanha distingue-se pelo já referido foco na responsabilização individual e na tentativa de comprometer a população no apoio aos profissionais de saúde, para que se evite atingir uma situação ainda mais grave na região.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO