PAN/Açores garante aparelhos de TAC em todas ilhas da Região

0
16
DR
DR

  PAN/Açores viabiliza equipamentos de TAC para alargar a Via Verde do AVC a toda a Região Autónoma dos Açores

 PAN/Açores consegue viabilizar o combate às desigualdades no acesso à saúde na Região e a principal causa de morte nos Açores

A Assembleia Legislativa Regional dos Açores aprovou na passada sexta-feira a iniciativa do PAN/Açores que solicitava ao Governo Regional estender a Via Verde do Acidente Vascular Cerebral a todas as ilhas da Região Autónoma dos Açores

Nos Açores são internados nos três hospitais da Região cerca de 500 casos anuais de AVC, sendo que alguns desses casos permanecem nas Unidades de Saúde de Ilha com internamento. Assim, morrem nos Açores anualmente mais de 250 pessoas em resultado de um AVC, metade delas com menos de 85 anos.

Esta medida integrava, há já mais de três anos, a agenda política do PAN a extensão do programa «Via Verde do AVC» a toda a Região, por forma a dotar todas as ilhas do arquipélago com uma TAC que viabilize a realização de um diagnóstico adequado e institua um tratamento imediato, reduzindo-se, essencialmente, a taxa de mortalidade e as consequências desta enfermidade. Na medida em que, cerca de 85% dos AVC’s têm natureza isquémica e nestes casos, o acesso rápido a uma instituição de saúde hospitalar com TAC é crucial para um diagnóstico seguro e terapêutica adequada.

“Consideramos que esta é uma vitória inegável para os Açores e para todos os cidadãos, em especial os que habitam ilhas com maior isolamento. É uma medida que salva vidas! A nossa proposta é bastante racional, financeiramente exequível, executada faseadamente se necessário, com acesso a fundos comunitários e é sustentável.

Estamos bastante satisfeitos com o acompanhamento unânime da Assembleia pois é um avanço tecnológico para os Açores e reduz as desigualdades geográficas, é algo que vai ter um enorme impacto na melhoria da qualidade de vida dos cidadãos, esbatendo as iniquidades evitáveis do Serviço Regional de Saúde”.

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO