Pilotos faialenses querem andar na frente

0
15

Os pilotos faialenses João Borges, em Subaru Impreza, e Paulo Nóbrega, em Mitsubishi EVO VI, prometem “jogar ao ataque” na XXIV edição do Ilha Azul.

João Borges não esconde o desejo de ser “o melhor faialense” nesta edição da prova e onde já conseguiu, em anos anteriores, alcançar o 4º lugar da geral.

“A expetativa é fazer o melhor resultado possível, e eventualmente chegar ao pódio”, confessou o piloto, reconhecendo, no entanto, que ficar entre os três primeiros “é muito difícil”, atendendo à qualidade dos pilotos e das máquinas inscritas na prova.

Andamento rápido promete também a equipa Paulo Nóbrega/Miguel Ângelo, que pretende levar o EVO VI “o mais à frente possível” na classificação da Taça de Ralis do Canal, já que, para o Campeonato dos Açores, as previsões quanto à classificação não passam de uma “incógnita”.

Já a dupla Filipe Costa/Hélio Goulart, também aos comandos de um Mitsubishi EVO VIII, não tem grandes expetativas quanto à classificação geral no Rali Ilha Azul, já que esta tem sido uma época de “aprendizagem”.

Entre as viaturas com quatro rodas motrizes, destaque também para a participação de outra dupla faialense: Paulo Costa/Pedro Capela, em Subaru Impreza, cujas ambições, nesta prova, são apenas alcançar “a melhor classificação possível”.

Com uma viatura não homologada (VSH), Paulo Costa admite que é difícil fazer melhor, embora mantenha o desejo de vir a participar em mais provas do Campeonato Regional de Ralis, objetivo que até agora não foi ainda concretizado, apenas por “falta de apoios”.

Já a dupla Marco Silva/Tânia Silva, que até agora conduzia um Citroen Saxo, vai estrear nesta edição do Rali Ilha Azul, uma nova máquina, um Mitsubishi EVO VII.

O objetivo do casal de pilotos passa por “não fazer piores tempos” com o Mitsubishi, do que aqueles que fazia com o Citroen Saxo nas estradas do Faial.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO