Política regional de transportes e de turismo prejudica os terceirenses

0
13

O Presidente do CDS/Açores e deputado eleito pela ilha Terceira, Artur Lima, insurgiu-se, hoje, contra a política de transportes e de turismo do Governo Regional do PS que, no seu entender, tem “prejudicado severamente os interesses dos terceirenses e a sua economia”.
Artur Lima lembrou que defendeu, no Parlamento Regional, uma política de ligações aéreas regulares para a ilha Terceira, que servisse eficazmente os terceirenses. De entre as inúmeras iniciativas em prol da defesa da mobilidade dos terceirenses, o líder centrista e deputado eleito pela Terceira, recordou que foi por sua proposta que foi estabelecido o voo Terceira-Porto, realizado pela SATA. No entanto, lamentou Artur Lima, o “PS e o novo Conselho de Administração da SATA terminaram com essa ligação direta ao Porto, sem darem nenhuma explicação plausível”.
“Para o CDS, esta posição do PS e do Conselho de Administração da SATA só demonstra menosprezo pela ilha Terceira, que é continuamente ignorada tanto nacional como regionalmente”, afirmou.
O deputado eleito pela ilha Terceira prosseguiu, acrescentando que a Ryanair, que só voa uma vez por semana da Terceira para o Porto, “deixará de voar em setembro”. Atendendo a notícia recentes, a Ryanair, referiu Artur Lima, “abandonará a rota Terceira-Lisboa, a partir de janeiro de 2020”.
“Tudo isso é inadmissível e não tem qualquer justificação. O CDS repudia estas atitudes que revelam um centralismo regional por parte da Administração da SATA e da tutela dos transportes e do turismo”, referiu.
Neste sentido, o Grupo Parlamentar do CDS/Açores chamará ao Parlamento Regional, a Secretária Regional dos Transportes e a Secretária Regional do Turismo, com o objetivo de explicar esta situação.
“A Terceira não pode continuar marginalizada pelo centralismo nacional e regional. Um centralismo promovido por António Costa e Vasco Cordeiro”, considerou.
O CDS/Açores vai também solicitar ao seu Grupo Parlamentar, na Assembleia da República, a audição da Secretária de Estado do Turismo, com vista a dar explicações sobre o abandono da rota da Ryainar, relativamente à ilha Terceira.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO