Porta voz do PAN no Faial

0
8
DR

O Porta voz do PAN esteve no Faial para participar numa angariação de fundos para o projecto Ninovan: living with horses & donkeys.
O Porta-Voz do PAN Açores, Pedro Neves como orador convidado falou como muitas vezes os equídeos são esquecidos no combate ao abandono e maus tratos. “É por isso importante alargar o espectro de animais que necessitam da nossa proteção”, referiu.
Em entrevista ao Tribuna das Ilhas Pedro Neves explicou que “esta foi a segunda vez que vim ao Faial desta feita numa ação concreta para equídeos, porque o nosso propósito passa não só por falar e defender os animais de companhia mas também dos animais de grande porte”.
O PAN tem estado atento aos vários problemas relacionados quer com animais quer com a natureza dos Açores. De acordo com Pedro Neves “nos Açores existe um problema muito grande relacionado com os animais errantes. Verificámos que não existe vontade política em resolver esta situação, nem tão pouco uma consciencialização da população, o que é fundamental. Entendemos ainda que a pessoas têm que ser responsabilizadas quando se verificam maus tratos a animais, e isso não acontece porque a maior parte das Câmaras Municipais arquivam as queixas e coimas e isso não responsabiliza as pessoas e os maus tratos continuam. Os canis estão sobreolhados e o abate acaba por ser a única opção.”
Apesar de não terem assento parlamentar, Pedro Neves diz que “o PAN quer tentar alterar essa situação e vai trabalhar nesse sentido”.
A mudança para Pedro Neves acontece se se fizer cumprir a lei. “A Lei já existe, foi feita este ano, mas só em 2022 é que vai começar… esta moratória é extremamente longa e nós queremos reduzir ao máximo essa situação. Não conseguimos perceber esta demora. Vamos então trabalhar na consciencialização e vamos tentar ajudar as câmara”.
No entender do PAN a consciencialização passa por tentar implementar centros de recolha e não centros de abate e por alterar a população para a necessidade da esterilização dos animais.
O PAN apresentou nas últimas eleições regionais, um cabeça de lista pelo Faial. Para Pedro Neves “esta vinda ao Faial serviu também para estabelecer contatos e ter reuniões com várias entidades e pessoas, por forma a potenciar a nossa presença aqui no Faial. Queremos fazer mais pela ilha. Este ano não conseguimos fazer campanha no Faial porque o nosso orçamento foi extremamente reduzido. Daqui a quatro anos, ou quem sabe já no próximo ano nas autárquicas, as coisas vão ser diferentes e a nossa campanha será reforçada e espero que consigamos os nossos objetivos.”
O PAN defende o trinómio “Pessoas, Animais e Natureza”, “temos uma visão mais alargada e de futuro de todas as nossas acções. Acreditamos que estamos agora a dar passos que terão impacto no futuro dos nossos filhos e netos. Procuramos defender as minorias, seres vivos e natureza”.
“A nossa evolução nos Açores foi muito positiva. Duplicamos os votos e apesar de sabemos que é preciso trabalhar no sentido de clarificar as pessoas sobre o que fazemos e defendemos. Temos que mostrar um trabalho mais ativo e é isso que estamos a procurar fazer”, refere Pedro Neves.
 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO