Portos dos Açores -Trabalhadores em greve devido a incumprimento do Protocolo de Entendimento

0
32
TI

TI

O Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais (STFPSSRA) entregou um aviso prévio de greve dos trabalhadores da Portos dos Açores contra o incumprimento do Protocolo de entendimento.
A greve que terá lugar de 28 a 30 de maio e de 4 a 8 de junho abrange os Portos do Triângulo e do Grupo Ocidental.

O STFPSSRA anunciou, em conferência de imprensa, no passado dia 10 de maio, que devido ao não cumprimento do estabelecido no Protocolo de Entendimento celebrado com a Portos dos Açores, os trabalhadores irão exercer o seu direito à greve.
Na ocasião, João Decq Mota avançou que “tais incumprimentos se prendem com aplicação da isenção de horário de trabalho aos nossos associados de acordo com aquilo que está estabelecido no Protocolo, o pagamento do subsídio de alimentação de acordo com o estabelecido no EPAP e na Portaria 1098/99, o registo de horas e folgas, polivalência e prolongamentos de fim-de-semana”.
Também o silêncio que a Administração da Portos dos Açores mantém após as várias tentativas do sindicato para dialogar sobre estes problemas incentivou os trabalhadores à greve, informou o dirigente sindical.
“Os trabalhadores e o Sindicato estão convictos que tudo fizeram para privilegiar o diálogo e a concertação e evitar formas de lutas que inevitavelmente acarretam prejuízos para ambas as partes, mas face ao silêncio e passividade que a Portos dos Açores S.A. tem adotado em todo este processo não nos resta outra alternativa”, sublinhou João Decq Mota.
Neste sentido, “no passado dia 7 de maio os trabalhadores em plenário no Porto da Horta decidiram exercer o direito à greve, entre as 17 horas e as 24 horas dos dias 28, 29 e 30 de maio de 2018, e das 17horas e às 08 horas do dia seguinte nos dias 4, 5, 6, 7 e 8 de junho de 2018”, avançou.
Contudo, durante o período de greve serão assegurados os serviços mínimos de descarga de medicamentos, de animais vivos, de géneros alimentares e de cadáveres.
A greve abrange todos os trabalhadores dos Portos do Triângulo e do Grupo Ocidental.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO