Presidente da Câmara Municipal da Horta e Vice-Presidente do Governo Regional acertam parcerias para o Concelho

0
63
blank
Carlos Ferreira e Artur Lima

O Presidente da Câmara Municipal da Horta, Carlos Ferreira, recebeu, nos Paços do Concelho, o Vice-Presidente do Governo Regional dos Açores, Artur Lima, para uma audiência de apresentação de cumprimentos e reunião de trabalho, tendo em vista a análise de dossiers sobre matérias que se pretendem implementar a curto ou médio prazo no Concelho.

Na reunião com o governante, em matéria de solidariedade e inclusão social, foi abordada a 2.ª fase do Edifício Intergeracional da Feteira, uma obra estruturante para a freguesia, mas cuja 2.ª fase não arrancou com o anterior executivo governativo, após ocorrer um concurso deserto, por inexistência de candidatos admitidos, devido a valores orçamentais baixos.

No entanto, a importância da empreitada destinada às valências socioeducativas, recreativas e culturais, nomeadamente, o Centro de Atividades de Tempos Livres, para 20 jovens, e o Centro de Convívio para Idosos, com espaço para 30 idosos, fez com que o atual Governo Regional dos Açores reforçasse o financiamento da construção da 2a fase do edifício em mais 420 mil euros, aguardando- se, agora, a abertura do novo processo concursal.

As valências dirigidas aos cidadãos portadores de deficiência, bem como as políticas de apoio à população idosa, e o investimento na melhoria das respetivas condições, foram também temas abordado com o Vice-Presidente do Governo.

Na referida audiência, Carlos Ferreira manifestou, ainda, as suas preocupações relativas às
intervenções necessárias nos edifícios de Casas do Povo de toda a ilha, “que ao longo dos anos se foram degradando e carecem agora de beneficiação”, pois, no entender do Presidente do Município, são “espaços fundamentais para promover o desenvolvimento, o bem-estar e a solidariedade social da comunidade local”.

Por último, e com especial ênfase, o Presidente da Edilidade e o Governante Regional debateram a possibilidade de estabelecimento de parcerias no domínio da habitação, área em que Carlos Ferreira considera haver lacunas graves na ilha.

“É fundamental e urgente criar novas zonas habitacionais, uma necessidade básica para fixar casais jovens na nossa ilha, e o Município vai agir em breve. A parceria com o Governo poderá ser um contributo muito importante nesta nossa missão, que é uma preocupação comum”, concluiu o Presidente da Câmara Municipal da Horta.