PS disponível para pacto de regime na Educação

0
11

A deputada socialista manifestou, esta quarta-feira, a disponibilidade do PS para um pacto de regime a favor da Educação nos Açores, mas alertou que, para que isso aconteça, é preciso que “todos estejam dispostos a ouvir”.

Ana Luís falava na Assembleia Regional, num debate de urgência, no qual a Secretária Regional da Educação solicitou a todos os partidos a união, sob a forma de “pacto de regime”.

Sobre os números da Educação nos Açores, Ana Luís lamentou que os partidos da coligação “apenas queiram ver os números que lhes convém” e se “recusem a ver a evolução que os Açores tiveram nos últimos anos”, afirmando que “isso não é um debate sério”.

“Se formos ver as taxas de abandono precoce, as taxas de desistência no secundário, a taxa de analfabetismo, os Açores nos últimos 12 anos têm um crescimento muito significativo”, frisou a socialista.

Reconhecendo que os valores “ainda não são aqueles que nós queremos”, Ana Luís recordou o ponto de partida da Educação nos Açores, realçando a convergência que foi feita desde o 25 de abril.

Ana Luís lembrou que foram os executivos do PS que “trouxeram todos para a Escola, mesmo aqueles que tinham mais dificuldades, tentando criar condições na docência, nas infraestruturas e em alternativas em que todos se sintam incluídos e com igualdade de oportunidades numa sociedade que nem sempre dá oportunidades a todos”.

A deputada do PS/Açores lembrou que o problema da falta de professores “não é exclusivo dos Açores”, mas sim “um problema nacional com base na questão da aposentação e no desinteresse que tem existido pela carreira”, baseando-se na “menor frequência que se tem verificado nos cursos de via ensino”.

Este é, de facto, “um problema que se sente já em vários países da Europa”.

“O passado ajuda-nos a melhor compreender o presente e a melhor construir o futuro, mas é se conseguirmos vê-lo de mente aberta. Quando só conseguimos ver uma parte do problema, não conhecemos o nosso presente e muito menos vamos conseguir um futuro melhor para as gerações vindouras”, finalizou a deputada do PS, Ana Luís.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO