PS/Faial acusa Governo Regional de subserviência à ANA/VINCI

0
28

O Secretariado da ilha do Faial do Partido Socialista enaltece a posição manifestada pelo Presidente da Câmara Municipal da Horta na segunda reunião do Grupo de Trabalho criado pelo Governo da República para a ampliação do Aeroporto da Horta e acusa o Governo Regional do PSD/CDS/PPM de subserviência aos interesses da ANA/VINCI.

Foi notícia esta semana no jornal local “Tribuna das Ilhas” que na sequência da realização da 2.ª reunião do Grupo de Trabalho criado pelo Governo da República para a ampliação da pista do Aeroporto da Horta, a empresa concessionária daquela infraestrutura equaciona implementar as áreas de segurança, também conhecidas por “RESA”, na atual dimensão da pista, significando, esse facto, uma efetiva redução da área útil daquela infraestrutura.

Nesse contexto, o PS/Faial congratula-se e partilha do descontentamento manifestado pelo Presidente da Câmara Municipal da Horta que, segundo o “Tribuna das Ilhas”, manifestou o seu desagrado perante tal ideia, “acusando mesmo a ANA/VINCI de um “volte face”, relativamente às últimas declarações públicas feitas no Palácio da Conceição, em São Miguel, na presença do Presidente do Governo Regional e de elementos do Conselho de Administração da ANA VINCI, onde ambas as entidades reiteravam o interesse de, conjuntamente, contribuírem para uma cabal solução desta questão.”.

Perante esta situação, o Secretariado do PS lamenta profundamente o silêncio do Governo Regional dos Açores suportado pelo PSD, CDS/PP e PPM, forças políticas essas que até há bem pouco prometiam fazer mais e melhor neste processo mas o que a realidade comprova é uma total subserviência e conformação perante as intenções da ANA/VINCI que contrastam, em absoluto, com aquilo que os faialenses pretendem para o Aeroporto da Horta e com os objetivos definidos no Estudo Prévio realizado pelo Grupo de Trabalho da Câmara Municipal da Horta.

Embora já se saiba da mudança de posição por parte dos dirigentes do PSD/Faial relativamente a este assunto desde as últimas eleições regionais, o PS do Faial considera que esta postura do Governo Regional assume contornos ainda mais preocupantes, uma vez que José Manuel Bolieiro, após reunião com a ANA/VINCI, em maio passado, afirmou ter ficado satisfeito com o resultado desse encontro.

Como pode estar o Presidente do Governo satisfeito com uma empresa que pretende implementar uma solução no Aeroporto da Horta que passa por reduzir ainda mais a operacionalidade daquela infraestrutura?

Por outro lado, o PS/Faial felicita ainda a iniciativa do Presidente da Câmara Municipal da Horta que, de acordo com o semanário, “insistiu também, considerando estarmos em período de elaboração de novo caderno de encargos do concurso público a lançar em breve – para atribuição de rotas de voos territoriais, como acontece atualmente com a gateway da Horta nos voos Lisboa/Horta/Lisboa, que fosse, igualmente, convocada a TAP para participar em próxima(s) reunião(ões) do Grupo”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO