PS/São Miguel lamenta falta de postura institucional e democrática do Governo para com autarquias socialistas

0
22
DR/PS
DR/PS

O Partido Socialista de São Miguel lamentou, esta sexta-feira, a postura “pouco institucional e democrática” de alguns membros do governo regional para com as autarquias socialistas, questionando, desta forma, quanto aos “critérios e atitudes de alguns Secretários Regionais que se tem revelado discriminatórios entre alguns concelhos da ilha”.

Para os socialistas, em causa estão as visitas que, nomeadamente o Secretário Regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego, Duarte Freitas, e a Secretária Regional da Educação, Sofia Ribeiro, tem realizado em concelhos cujas autarquias são lideradas pelo Partido Socialista, sem convocar os respetivos presidentes, contrapondo com as deslocações a outros concelhos, nas quais se tem feito acompanhar pelos presidentes de Câmara do PSD.

“Ainda esta semana o Secretário Regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego, Duarte Freitas, visitou a INETESE, no concelho de Lagoa, um investimento do município que é também o detentor do imóvel, optando por, na ocasião, não incluir a presença da presidente da autarquia”, criticam os socialistas, repudiando ainda o facto de, no dia seguinte, o mesmo Secretário Regional ter visitado a Escola Básica e Secundária de Nordeste, fazendo-se acompanhar do presidente da autarquia, “onde estava em causa a requalificação do campo de jogos que foi um dos projetos vencedores do Orçamento Participativo regional de 2019”.

Situação idêntica tinha já ocorrido em dezembro do ano passado, durante a visita da Secretária Regional da Educação à Escola Padre João José do Amaral, também no concelho de Lagoa, bem como na deslocação à Escola Armando Côrtes-Rodrigues, em Vila Franca do Campo. Para o PS/São Miguel, e num momento em que os membros governativos recém-empossados “deveriam ter interesse em saber, junto das autarquias, as necessidades e anseios destes concelhos, optaram, apenas por uma questão de cor partidária, por dispensar a sua presença, pondo em risco, despropositadamente a cooperação institucional entre as duas entidades”.

“Conseguimos perceber a verdadeira preocupação com as eleições autárquicas que se irão realizar este ano, mas este não é o fórum certo para tais preocupações”, assegura o PS/São Miguel, sublinhando ainda que “os membros do governo devem compreender que este Governo não é o Governo do PSD, CDS e PPM, mas sim o Governo dos Açores”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO