PSD/Açores: “Governo da Coligação cria condições de estabilidade social para as famílias jovens”

0
13
blank
Nídia Lopes Inácio PSD

A deputada do PSD/Açores Nídia Lopes Inácio destacou hoje um conjunto de iniciativas do Governo da Coligação (PSD, CDS/PP e PPM) para “uma maior fixação das famílias, criando condições de estabilidade, que visam também o aumento da natalidade na Região”, adiantou.

Segundo a social-democrata, “a baixa taxa de natalidade nos Açores é uma relevante preocupação política e social”, face à qual este governo “tem criado condições de base para os casais jovens ao nível da Habitação, do Emprego estável e do bom acesso às creches”, disse, realçando dois exemplos recentes no setor da Habitação: “um deles, no concelho mais jovem do país, o da Ribeira Grande, onde foi retomado o projeto de Trás-os-Mosteiros, que vai permitir alocar 52 fogos no mercado habitacional da Ribeira Grande. Este foi um processo que se arrastou ao longo de mais de 10 anos, e que nunca foi solucionado pelo Partido Socialista”, lembrou.

“Outro exemplo foi o que aconteceu com a compra, pelo governo, do Edifício “Foros do SolMar”, em Vila Franca do Campo”, acrescentou a deputada.

Também o emprego estável “está a acautelado por este executivo, que pretende retirar as pessoas de situações precárias, através da medida CONTRATAR, que já integrou dois mil açorianos no mercado de trabalho. Acresce a medida PRO-ATIVO, que visa incentivar os desempregados ocupados e os estagiários a celebrar um contrato de trabalho”, afirmou.

Em relação ao acesso às creches, Nídia Lopes Inácio lembrou que houve “um alargamento de isenção de pagamento até ao 13º escalão”, sendo um “claro desígnio deste governo minimizar as listas de espera nas creches, até ao final do corrente ano”.

“Estamos perante um conjunto de medidas que contribuem para a criação de condições favoráveis ao aumento da natalidade nos Açores”, reforçou.

A deputada social-democrata concluiu dizendo que “estamos conscientes de que ainda há muito para fazer”, mas realçando que, “em tão pouco tempo, já muito foi feito por este governo”.