PSD chumbou apoio a famílias e empresas em Ponta Delgada

0
12

Os vereadores da Câmara Municipal de Ponta Delgada, eleitos pelo PS/Açores, lamentaram hoje que a maioria do PSD na autarquia tenha chumbado várias propostas que tinham como objetivo apoiar as famílias e as empresas do concelho.

“No âmbito do combate à pandemia da COVID-19, apresentámos várias propostas como, por exemplo, a isenção do pagamento da componente fixa na tarifa da água, saneamento e resíduos sólidos, até 31 de dezembro 2020, de todos os agregados familiares cujo rendimento disponível tenha sofrido uma redução de pelo menos 30%; a isenção a todas as empresas, exceto empresas públicas, banca e seguros, do pagamento da derrama municipal relativa a 2020, desde que mantenham o nível líquido de emprego desde março de 2020  e, em cada um dos meses, até 31 de dezembro de 2020; a implementação de um programa de Incentivos à manutenção e criação líquida de postos de trabalho, entre várias outras medidas. Todas estas medidas mereceram o chumbo por parte da maioria do PSD na autarquia, o que só podemos lamentar”, esclarece Vítor Fraga.

Para o vereador socialista, “é inexplicável que a maioria social democrata tenha optado por chumbar esses apoios importantes para a economia do maior concelho açoriano, medidas que, certamente, iriam ajudar muitas famílias e muitas empresas de Ponta Delgada”.

Vítor Fraga reiterou que, apesar disso, os vereadores do PS em Ponta Delgada continuam a trabalhar para, sempre que possível, consensualizar propostas e soluções para a cidade e para o concelho.

“Somos uma oposição construtiva. Não abdicamos de cumprir a nossa obrigação de escrutinar o executivo camarário, mas apresentámos dezenas de propostas e, com abertura ao diálogo e humildade democrática, estamos sempre disponíveis para apoiar todas as propostas e medidas que sirvam o nosso concelho. Foi, por isso, que esta semana conseguimos consensualizar e aprovar um conjunto de propostas como, por exemplo, o “Animar PDL” que visa a contratação dos agentes culturais do concelho, num momento particularmente sensível e necessário, ou, ainda, o “Redescobrir PDL” destinado ao setor do turismo com uma verba na ordem dos 60 mil euros e que irá envolver os guias turísticos e as empresas de animação turística. Ao todo, são 7 medidas e programas que o PS consensualizou e viabilizou porque, para nós, Ponta Delgada está sempre em primeiro lugar”, sublinhou.

Programas como a criação de um Gabinete de Apoio ao Empreendedorismo, o “Apoio à reestruturação e inovação de empresas – Pós COVID”, que se consubstancia num apoio à reestruturação da atividade empresarial, e “o Vale Restauração PDL, desenvolvido em parceria com a AHRESP, são algumas das medidas trabalhadas e desenvolvidas com o PS que foram possíveis aprovar na reunião do executivo camarário desta quinta-feira.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO