“Quando o dedo aponta para a lua, os palermas apontam para o dedo”

0
52
TI
TI

2019 ficará na memória como o ano em que a crise climática passou de assunto secundário para o tema principal na agenda mundial, e ninguém fez mais por isso que Greta Thunberg. Goste-se ou não, a verdade é que mudanças significativas raramente acontecem sem a força de galvanização de personalidades influentes, e a crise climática encontrou a sua com Greta.
A jovem ativista, desde que em agosto de 2018 começou a Greve pelo Clima, acampando em frente do Parlamento Sueco, já “falou com chefes de Estado na ONU, reuniu-se com o Papa, discutiu com o Presidente dos Estados Unidos e inspirou 4 milhões de pessoas a unirem-se à greve climática global, a 20 de setembro de 2019, na maior demonstração climática da história da humanidade.” (Time)

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO