Reflexões Crónicas – A Mulher dos Descobrimentos: D. Beatriz, governadora dos Açores

0
74
TI
TI

Foi recentemente lançado o livro A Mulher dos Descobrimentos, uma biografia de D. Beatriz de Barcelos, Infanta de Portugal e Duquesa de Viseu e de Beja. Trata-se da edição da Tese de Doutoramento da autora, Maria Barreto Dávila, que se tem dedicado a estudar o papel das mulheres na História, em particular no final da Idade Média.
A Infanta D. Beatriz, que agora se revela nas suas várias facetas e feitos, foi uma das figuras-chave do último quartel do século XV em Portugal e na Península Ibérica (era, por exemplo, tia de Isabel a Católica). Parente e próxima da Casa Real, representou Portugal junto de Castela, com quem negociou a paz entre os dois reinos, mediou a relação com as principais casas senhoriais do país e, após D. João II (seu sobrinho e genro) ter morrido sem filhos, viu o seu filho mais novo, D. Manuel, ascender ao trono. “Mas será a sua actuação no Atlântico, cujos senhorios também eram detidos pela sua Casa, que lhe vai garantir um lugar de destaque na cena política ibérica” (p. 59).

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO