Santa Casa da Misercórdia de Ponta Delgada com 25 novas vagas em Cuidados Continuados Integrados, anuncia Andreia Cardoso 

0
13

A Secretária Regional da Solidariedade Social assinou hoje um contrato de cooperação com a Santa Casa da Misericórdia de Ponta Delgada para a criação de 25 vagas em Cuidados Continuados Integrados no edifício sede da instituição, tendo o concurso público para remodelação e melhoramento do edifício sido hoje publicado em Jornal Oficial.

“Este empreendimento conta com um investimento de cerca de 1.990.000 euros e tem como objetivo a remodelação e melhoramento das áreas de serviço do quarto piso, bem como de um setor do piso térreo, com o objetivo de ampliar a área atualmente utilizada para cuidados continuados, permitindo a criação de 25 camas, e para uma remodelação geral da lavandaria”, afirmou Andreia Cardoso.

A intervenção, adiantou a governante, visa a remodelação geral dos espaços, com o objetivo da sua adaptação às normas regulamentares vigentes e específicas para esse tipo de utilização, tendo ainda como objetivo a garantia de níveis de qualidade e conforto superiores.

Na ocasião, a Secretária Regional visitou também as obras a decorrer no Lar da Levada, que contou com um apoio do Governo dos Açores de cerca de 278 mil euros para adaptação de um setor no segundo piso que não se encontrava em funcionamento, visando a adaptação de um grupo de quartos, renovação das instalações sanitárias e áreas de apoio contíguas.

“Esta obra possibilitará o aumento da capacidade do Lar da Levada em mais 18 camas, o que se coaduna com o compromisso do Governo de reforçar as vagas disponíveis direcionadas para o acolhimento de idosos, seja através da criação de novas respostas sociais ou do aumento da capacidade de instituições já existentes”, frisou Andreia Cardoso.

A Secretária Regional destacou ainda o investimento que o Governo dos Açores tem feito na criação de novas vagas em Estruturas Residenciais para Idosos, com vista a melhorar o serviço que é prestado aos idosos nesta resposta específica.

“Esta e todas as medidas que temos criado e apoiado em prol da promoção de um envelhecimento digno e com qualidade visam contribuir para o bem-estar das pessoas idosas da Região, seja através da criação de novas vagas em estruturas residenciais para idosos, seja nas respostas alternativas existentes”, afirmou Andreia Cardoso.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO