Serrão Santos afirma que “Fim das quotas virá com perdas de rendimento para algumas regiões da Europa”

0
10

Na passada terça feira, dia 6 de janeiro, realizou-se em Bruxelas uma conferência debate dos socialistas europeus sobre a gestão do mercado do leite no cenário de fim das quotas leiteiras, com objetivo de auscultar o setor acerca do impacto causado.

Neste encontro estiveram presentes vários especialistas europeus do setor, de entre os quais Jorge Rita, Presidente da Federação Agrícola dos Açores que participou a convite do Ricardo Serrão Santos, o eurodeputado responsável por encerrar a conferência.

Na sua intervenção, Serrão Santos destacou as especificidades dos Açores e afirmou que a decisão de pôr fim ao regime de quotas tem de ser assumida e acautelada.

Segundo o eurodeputado socialista, as explorações leiteiras “contribuem para o dinamismo do meio rural e operam em zonas em que outras alternativas económicas são limitadas. Numa época em que a Europa se focaliza na questão do emprego, com especial incidência no emprego jovem, devem acautelar-se os setores económicos com impacto relevante na manutenção e geração de empregos”.

“Se o objetivo é retirar restrições para que os que querem e podem produzir mais o possam fazer, então também haverá que encontrar forma de acautelar as consequências para aqueles que fizeram investimentos na modernização das explorações que levam anos para amortizar”, frisou Ricardo Serrão Santos.

O eurodeputado açoriano salientou o facto da Comissão Europeia continuar a defender que “as medidas da nova Política Agrícola Comum, incluindo os programas de desenvolvimento rural, devem ser suficientes para amparar os produtores” salientando a este ressalvando a importância do POSEI para “fazer face ao que pode potencialmente vir a ser um contexto de crise”.

Ricardo Serrão Santos salientou que “os mesmos responsáveis europeus reconhecem que o fim das quotas virá com perdas de rendimento para algumas regiões da Europa e ainda que estas perdas são difíceis de quantificar”.

O socialista realçou ainda a importância para o futuro da regulação da cadeia de valor no sentido de evitar que os preços pagos aos produtores sejam esmagados e a necessidade de encontrar mecanismos que possam produzir um efeito regulador equivalente ao das quotas leiteiras.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO