Serviço Regional de Proteção Civil apela à população de São Jorge para manter todas as medidas de vigilância e autoproteção

0
13
blank

SRPCBA

Apesar da diminuição significativa da frequência de sismos, confirmada pelo CIVISA – Centro de Informação e Vigilância Sismo-vulcânica dos Açores, o Serviço Regional de Proteção Civil apela à população, para manter todas as medidas de vigilância e autoproteção.

Reunido ontem, o Gabinete de Crise do CIVISA reiterou o nível de Alerta V4.

Também ao longo do dia de ontem, 10 de abril, foram contabilizados pelo CIVISA 27 eventos (um dos quais sentido), tendo a atividade sísmica diminuído em relação ao observado no dia anterior. Entre as 00:00 e as 10:00 de hoje foram contabilizados aproximadamente 18 eventos. A maioria dos sismos registados até ao momento é de baixa magnitude e evidencia uma origem de natureza tectónica.

Apesar de mascarada pela situação meteorológica, a situação é de clara redução de eventos, de acordo com Fátima Viveiros, coordenadora do CIVISA na Operação em São Jorge, aguardando-se a melhoria das condições meteorológicas para uma melhor leitura de todos os sinais e instalação de mais equipamento auxiliar.

O Comando Operacional dos Açores, através da marinha, mantém o reconhecimento que está a levar acabo, nos portos identificados como praticáveis, que possam vir a ser pontos de extração. As forças armadas mantêm em São Jorge um efetivo de 61 militares.

Desde o dia 19 de março, até ao momento foram registados 28.179 sismos, dos quais 240 sentidos pela população.

No Briefing de hoje, assinala-se em presença do Secretário regional do Ambiente e Alterações Climáticas, Alonso Miguel.

Toda a informação relativa à crise sismo-vulcânica pode ser acompanhada e consultada em
http://www.ivar.azores.gov.pt/sjorge/Paginas/default.aspx.