Sessão Pública de apresentação da AZOR DRIFT-CAM -exploração do mar profundo acessível para todos no OCEANIC Café

0
85

Hoje dia 7 de julho, tem lugar no OCEANIC Café a Sessão Pública de Apresentação da AZOR DRIFT-CAM: exploração do mar profundo acessível para todos uma iniciativa do Instituto de Investigação em Ciências do Mar – Okeanos, da Universidade dos Açores, em
colaboração com o Observatório do Mar dos Açores.

Atualmente, a exploração do mar profundo está dependente da utilização de tecnologia de ponta, que requer navios e instrumentos muito dispendiosos e técnicos altamente especializados. A necessidade crescente de reunir dados em grande escala sobre a distribuição e estado de conservação das espécies e habitats bentónicos beneficiaria da disponibilidade de ferramentas de recolha de imagens de baixo custo, que facilitassem o acesso ao mar profundo a uma escala global.
É neste contexto que é desenvolvida, pelo Grupo de Investigação do Mar Profundo do OKEANOS-UAç, a AZOR DRIFT CAM, uma plataforma de vídeo de baixo custo, projetada para realizar avaliações rápidas de habitats bentónicos do mar profundo. Construída com componentes de uso comum, a AZOR DRIFT CAM é uma ferramenta eficaz, de baixo custo, de simples montagem e fácil operabilidade, resiliente, operacional e confiável, para exploração do mar profundo até aos mil metros de profundidade. A AZOR DRIFT CAM tem o potencial de tornar a exploração do mar profundo mais democrática e acessível para muitos.
O sistema não pretende substituir as plataformas de vídeo e fotografia subaquáticas mais sofisticadas, como ROVs, AUVs ou submersíveis tripulados. Em vez disso, visa fornecer os meios para realizar avaliações rápidas de habitats bentónicos do mar profundo, de uma maneira simples. Este sistema poderá desempenhar um papel importante na Estratégia de Observação do Oceano Profundo e medindo algumas das Variáveis Essenciais do Oceano para a monitorização do mar profundo e estratégias de conservação.
A sessão de apresentação estará integrada na Apresentação dos Açores como Hope Spot da Mission Blue e contará com a intervenção da lendária Sylvia Earle, presente no Faial, e com mensagens gravadas de Ricardo Serrão Santos, Ministro do Mar do XXII Governo da República Portuguesa e de Murray J. Roberts, professor da University of Edinburgh e coordenador dos projectos de investigação europeus ATLAS and iAtlantic, e, ainda, outras personalidades de renome nacional e internacional, na exploração do mar profundo.
Informação adicional será disponibilizada nesta Pasta Partilhada e no Youtube, hoje .
O desenvolvimento da Azor drift-cam foi apoiado pelo Projeto PO2020 MapGES (Acores-01-0145- FEDER-000056), e pelo Programa de Investigação e Inovação Horizonte 2020 da União Europeia ao abrigo dos acordos de subvenção n.º 678760 (ATLAS), n.º 689518 (MERCES) e nº 818123 (iAtlantic). Contou também com o financiamento e o apoio da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) através do projeto estratégico (UID / 05634/2020) concedido ao OKEANOS e à Fundação Oceano Azul (FOA) através do Projeto Blue Azores.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO