Rafael Carvalho participa no “IV Congresso Internacional de Artes e Comunicação”

0
48

O “IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE ARTES E COMUNICAÇÃO” cuja edição de 2021 é subordinada ao tema “Violas de Arame: trajeto e perspetivas futuras do universo violeirístico luso-brasileiro”, decorrerá no Instituto de Estudos Superiores de Fafe, nos dias 10 e 11 de julho do corrente ano e pretende por em diálogo a tradição, o património, a inovação e o futuro das Violas de Arame no espectro luso-brasileiro.

O evento decorrerá num formato misto, presencial e online, devido às restrições da pandemia COVID 19. Os eventos presenciais decorrem no Instituto de Estudos Superiores de Fafe e as restantes participações via ZOOM.

No sábado, 10 de julho, pelas 15:00 (hora do continente português) o músico Açoriano Rafael Carvalho irá participar, via ZOOM, com uma breve apresentação sobre “A Viola no Conservatório Regional de Ponta Delgada”, bem como uma exemplificação das técnicas de execução da Viola nos Açores.

A inclusão da Viola da Terra num curso de ensino oficial, desde 2005/2006, é algo pioneiro no País e tem sido alvo de interesse e de estudo por parte de várias entidades ao longo dos anos no sentido de poderem replicar o mesmo modelo nas suas regiões. Para além disso, tem sido importante o estudo da sistematização do modelo de ensino, repertórios e directrizes que têm sido implementados pelo Professor Rafael Carvalho nos últimos 12 anos no Conservatório de Ponta Delgada.

No último dia do Congresso, 11 de Julho, será ainda apresentada a primeira “Pós-Graduação em Viola de Arame” certificada no nosso País. Esta será sem dúvida uma grande iniciativa, cujos pormenores e conteúdos serão dados a conhecer no próximo domingo, e que são um enorme passo na valorização e certificação profissional dos músicos que se dedicam ao ensino das nossas Violas.

Ao longo dos dois dias do Congresso haverá vários testemunhos e apresentações musicais com diferentes Violas de Arame, com especial destaque para a Viola Amarantina. Esta Viola terá pela primeira vez uma oferta lectiva em regime de curso profissional a partir do ano lectivo 2021/2022.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO