“Todos os dias construímos um futuro melhor para a agricultura nos Açores”

0
21
DR

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje que todos os dias o Governo dos Açores trabalha para construir um futuro melhor para a agricultura, destacando o investimento superior a 200 mil euros para a beneficiação do caminho agrícola da Lomba da Cruz, no Perímetro de Ordenamento Agrário (POA) da Bacia Leiteira de Ponta Delgada, que permitirá melhorar as condições de trabalho dos agricultores e a competitividade das explorações.

“O principal objetivo do Governo dos Açores é sempre fazer mais e melhor para ajudar a desenvolver um setor estratégico da economia regional e esta obra é mais um exemplo do trabalho que estamos a fazer e que ajuda a criar mais confiança no futuro”, referiu João Ponte na apresentação do projeto de beneficiação daquele caminho agrícola, na freguesia de Santo António.

O governante destacou que, nesta legislatura, serão investidos 16,2 milhões de euros em caminhos agrícolas em todo o arquipélago, mais nove milhões de euros do que na anterior, sendo este reforço de investimento traduzido em mais intervenções, que proporcionam melhores acessos às explorações e contribuem, de forma direta, para a redução de custos de produção.

“Mais do que a dimensão da infraestrutura em si, mais do que o valor do investimento, o que importa relevar é o facto dos recursos públicos estarem a ser bem aplicados para apoiar os agricultores e o setor agrícola a crescer, a modernizar-se e a ter ferramentas indispensáveis para ser cada vez mais sustentável”, salientou João Ponte, assegurando que o Governo dos Açores esteve, está e estará sempre ao lado dos agricultores, ajudando-os a progredir e a desenvolver o setor.

A intervenção no caminho agrícola da Lomba da Cruz, numa extensão de cerca de um quilómetro, beneficia quase duas dezenas de explorações agrícolas na freguesia de Santo António, concelho de Ponta Delgada.

“Trata-se de um projeto direcionado para o futuro, que vem dar resposta às necessidades dos agricultores nesta zona da ilha de São Miguel e significa também que o Governo Regional está a cumprir com o compromisso assumido com os agricultores, as suas organizações representativas e a Junta de Freguesia”, frisou João Ponte.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO