Vasco Cordeiro recebeu novo Conselho de Administração da Unileite

0
11

O Presidente do Governo destacou hoje o apoio do Executivo ao setor do leite e laticínios, que se materializa em vários níveis de intervenção, com o objetivo de permitir uma cada vez maior valorização desta componente da economia regional.

“Em primeiro lugar, naquilo que tem a ver com investimento público para a melhoria das condições em que a nossa agricultura exerce a sua atividade e se desenvolve, como é o caso das infraestruturas agrícolas, ao nível do abastecimento de água, da melhoria de caminhos e da disponibilização de energia elétrica às explorações”, salientou Vasco Cordeiro.

Após ter recebido o novo Conselho de Administração da Unileite – União das Cooperativas Agrícolas de Lacticínios e de Produtores de Leite da Ilha de São Miguel, o Presidente do Governo adiantou que este apoio tem expressão prática também ao nível de um “conjunto de outras medidas que, não sendo exclusivas do setor agrícola, acabam por ter um impacto importante nesse setor”, caso da Marca Açores, enquanto instrumento de valorização dos produtos de referência da Região.

“Um segundo domínio tem a ver com a criação de sistemas de incentivo público ao investimento privado e que têm tido, na Região, uma expressão e uma adesão bastante significativa, naquilo que tem a ver com a modernização das explorações agrícolas”, sublinhou Vasco Cordeiro, após o encontro que decorreu em Ponta Delgada.

Segundo disse, os dados disponíveis comprovam o volume de investimento que este sistema de incentivos tem potenciado e a profunda transformação que se tem registado na agricultura açoriana do ponto de vista da produção e do redimensionamento das explorações.

De acordo com Vasco Cordeiro, uma outra área da intervenção do Governo tem a ver com a definição de políticas que, nos mais variados níveis, também contribuem para esta dinamização e que acabam por beneficiar todo o setor, como é o caso do trabalho de abertura de novos mercados e de acompanhamento de negociações importantes, como as que se desenvolvem neste momento sobre o próximo quadro financeiro plurianual da União Europeia.

Relativamente ao preço do leite pago à produção, o Presidente do Governo afirmou que existem “condições de mercado que também relevam, mas há a necessidade de, do ponto de vista destas indústrias, haver uma consciência clara que a transformação deve fazer-se em função daquilo que o mercado quer e necessita, com todos os fatores de inovação e qualidade aos mais variados níveis”.

“Esse é um trajeto que tem sido feito pela indústria a nível regional e acreditamos que continuará a ser feito para permitir uma valorização desta componente da nossa economia”, referiu Vasco Cordeiro.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO