Venda de pacotes para a Terceira a turistas vindos da Delta Airlines com números “claramente positivos”

0
20

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo salientou hoje, na Praia da Vitória, os dados “claramente positivos” do ‘interline virtual’ resultante de um protocolo de colaboração comercial entre o operador Azores Getaways e a SATA Air Açores, através do qual, no espaço de 20 dias, foram vendidos mais de 100 pacotes ‘São Miguel+Terceira’, correspondentes a cerca de 230 turistas provenientes da Delta Airlines.

Marta Guerreiro, que falava na abertura do seminário ‘Turismo Interativo e Inteligente: desafios para os espaços insulares’, considerou que estes números representam, neste curto espaço de tempo, “mais do que um voo da Delta totalmente cheio”, pelo que manifestou a certeza de que “esta acrescida forma de comercialização potenciará os fluxos de turistas norte-americanos” para a Terceira, que, segundo as empresas, se estenderá também às restantes ilhas do arquipélago.

“Desde o início de março que estão disponíveis, através da Azores Getaways, pacotes e voos combinados entre a Delta Airlines e a SATA Air Açores dos Estados Unidos para a Terceira (e vice versa)”, frisou a governante.

A par desta ação, a titular da pasta do Turismo ressalvou que, no caso concreto da ilha Terceira, “a captação de operações turísticas de ano inteiro está em curso desde 2016, com operações com grande impacto no desempenho turístico da ilha, como são as de Boston e Madrid, esta última interrompida em dezembro mas que, como já foi adiantando, será retomada em outubro”.

A Secretária Regional reforçou que “estes são alguns exemplos” do empenho do Executivo açoriano nos seus focos estratégicos de atuação no que diz respeito à desconcentração de fluxos para outras ilhas dos Açores e na redução da sazonalidade, esta última que, na Terceira, se encontra nos 51%, “a mais baixa do arquipélago”.

“Não posso deixar de salientar o trabalho, com afinco, que temos levado a cabo para assegurar a redução da sazonalidade turística”, frisou Marta Guerreiro, adiantando que, “neste inverno, e por forma a colmatar, ainda que parcialmente, a ausência do voo de Espanha, desenvolvemos campanhas em parceria com operadores portugueses para potenciar fluxos turísticos de fevereiro a maio, com especial enfoque para a ilha Terceira, registando-se a venda de mais de 1.500 dormidas”.

Na ocasião, a Secretária Regional destacou o “papel fundamental de todos os agentes que têm investido em projetos no setor do turismo”, já que sem eles não teria sido possível “alavancar ainda mais este setor de atividade em expansão”, reforçando a importância de um trabalho conjunto, onde o dinamismo dos agentes se apresenta “como peça chave para o bom desempenho turístico da Terceira”.

Em concreto, sobre o tema do seminário, a governante referiu que “falar em turismo criativo e inteligente em ilhas como os Açores evidencia, uma vez mais, que estamos a percorrer o longo caminho de nos consolidarmos enquanto destino turístico, estando, nesta fase, a trabalhar segmentos específicos que valorizam a nossa identidade, a nossa singularidade e a nossa autenticidade, num processo – sempre – colaborativo, que permita ao visitante uma experiência de imersão na cultura local e de contacto direto com a comunidade”.

“O crescimento do setor, que passa pela preservação do ambiente, vê, seguramente, a extensão cultural como um pilar da sua sustentação”, salientou Marta Guerreiro, sustentando o motivo pelo qual “o Governo dos Açores apoia anualmente dezenas de entidades que promovem o turismo dos Açores por via de iniciativas culturais, divulgando a nossa cultura e as nossas tradições”, sendo, assim, possível “gerar valor acrescentado para todos”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO